Sinais de fumaça

Donos de BMW 120i e 320i reclamam de falhas de motor, alto consumo de óleo e excesso de emissões

auto-defesa auto-defesa

auto-defesa (/)

Os importados alemães sempre foram reconhecidos pelo refinamento na construção e pela robustez mecânica. Por isso causa surpresa a um dono de BMW quando descobre que o motor começa a apresentar falhas de funcionamento, consumo elevado de óleo e fumaça em excesso, que é o caso de alguns registros com os modelos 120i e 320i com o motor N46 de 2 litros que equipam os modelos 2004 a 2011.

Entre eles está o 320i 2008 da advogada Carolina Antunes, de Belo Horizonte (MG). Ela reclama que o motor, que tem 60 000 km, apresentava engasgos nas trocas de marcha e que a luz de alerta do óleo acendia a toda hora. “A cada 400 km, colocava 1 litro de óleo. Eu até comprava em embalagens maiores. No fim, gastei mais de 6 000 reais para retificar o motor. A autorizada dizia que não sabia o que era, pois não vazava óleo pelo motor nem na garagem.”

Além do alto consumo de óleo, os donos ainda reclamam do excesso de fumaça, como relata o funcionário público Marco Antônio Andrade, dono de um 320i 2007 com 59 000 km. “Não podia parar mais de 2 minutos no sinal que a fumaça cobria o carro. Sem falar da falta de potência nas saídas e do alto consumo de gasolina.” Marco diz que teve de retificar o motor, o que lhe custará 7 500 reais.

Alguns tiveram a oportunidade de ver o mesmo defeito nos dois modelos da marca, como o empresário Pedro Henrique Alves, de Belo Horizonte (MG), que tinha um 120i e um 320i, ambos 2007 e com menos de 51 000 km. “Nos dois aconteceu o mesmo: o óleo baixava quase 1 litro por semana e o motor perdia potência. Após levar a quatro oficinas e gastar mais de 10 000 reais, preferi vendê-los.”

Segundo Herbert Pinho, dono da Alpina, oficina especializada em BMW, de Belo Horizonte (MG), o problema está nos retentores das válvulas. “Eles ressecam quando o motor passa dos 50 000 km. A partir daí, o óleo começa a ser queimado dentro da câmara de combustão, por isso não se vê sujeira no motor ou no chão.” Ele explica que a solução é abrir o motor e trocar os retentores. “Essas peças não foram feitas com material para suportar a temperatura e o combustível do Brasil”, afirma. Herbert conta que já atendeu em sua oficina 15 casos como esses e que o conserto sai por 7 000 reais.

O POVO RECLAMA

“À medida que o motor esquentava, mais fumaça saía pelo cano de descarga e cobria todo o
carro. Na autorizada, disseram que já atenderam diversos casos iguais ao meu.”

Gilberto Alves Dias Fernandes, empresário, contagem (MG), dono de um BMW 320i 2006

RESPOSTA

Segundo a BMW, apesar do grande volume de vendas dos modelos 120i e 320i no Brasil, “apenas poucos casos isolados” foram registrados. A marca atribui o problema no motor a “quilometragens avançadas, ausência de manutenção, tempo excedido na troca do óleo lubrificante do motor e utilização de combustível de baixa qualidade”.

CONTE-NOS SEU PROBLEMA

Seu carro tem algum defeito de fabricação ou de projeto que o deixa irritado? Ouviu falar de problema que mereça um recall? Passou por uma situação em que seus direitos de consumidor foram violados?

Então escreva para nós: 4rodas.abril@abril.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s