Falhas na pintura do Hyundai HB20

Donos do modelo reclamam de falhas na pintura e da resposta padrão das autorizadas, que culpam "agentes externos"

auto-defesa auto-defesa

auto-defesa (/)

Um dos maiores prazeres de comprar carro novo é a certeza de que você levará uma carroceria impecável, sem leves amassados ou riscos, tão comuns num modelo usado. Então dá para imaginar a decepção do dono ao receber um veículo com pequenas manchas na pintura, como relatam proprietários de Hyundai HB20, hatch e sedã.

Um deles é o advogado Rogério Silva, de Santo André (SP). Ele diz que, dois meses após a compra, notou leves marcas esbranquiçadas na traseira do veículo, tanto na lataria como nas peças de plástico, a exemplo do para-choque. “Levei a dois especialistas, que atestaram por escrito que meu carro havia sido batido e repintado”, diz o dono de um HB20S 2014. “Tanto a concessionária como o atendimento ao cliente da fábrica disseram que nada podia ser feito.”

O analista de sistemas Rafael Dalben da Silva, de Viradouro (SP), teve um pouco mais de sorte com seu HB20 2014, que tinha manchas em teto, porta e capô. “Após muita reclamação, a Hyundai me ofereceu a pintura do capô numa oficina terceirizada. Agora terei de repintar meu carro com menos de seis meses de uso.” Porém, segundo os proprietários consultados, esse tipo de procedimento é raro. O comum é a reclamação não ser atendida pela rede, que dá sempre a mesma resposta: são causadas por agentes externos. Ou seja, é falta de cuidado do próprio dono, mesmo quando o veículo fica em garagem coberta, como nos seis casos apurados aqui.

“Na primeira lavagem, vi as manchas no porta-malas do meu HB20S”, diz o projetista Gilson Frata, de São Joaquim da Barra (SP). “A autorizada fez um polimento, mas não resolveu. Argumentaram que não poderiam fazer nada, pois foram causadas por fatores externos.”

Numa pesquisa no site Reclame Aqui, encontramos dez reclamações de falhas de pintura e mais de 20 casos no HB20 Clube. Até o fechamento desta edição, a Hyundai Motor Brasil não se pronunciou oficialmente sobre o problema.

O POVO RECLAMA

“Identifiquei falhas na pintura e sinais de recuperação de uma batida logo depois de comprar o veículo. Na concessionária, disseram que não havia ocorrido nada com o carro e que os problemas foram causados por agentes externos.” Rogério Esteves, analista em telecomunicações, Mauá (SP), dono de um HB20 2014

“Como eu não aceitei ficar com a pintura manchada, acabei revendendo o carro zero para a autorizada e precisei comprar outro HB20, pois nem a fábrica nem a concessionária fizeram nada para resolver isso.” Rose Mendonça, analista de SAC, Catalão (GO), dona de um HB20 2014

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s