Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Encher o tanque além do clique da bomba pode ser prejudicial?

Se você se preocupa com a saúde do seu carro, avise o frentista: depois do clique, não!

Por Redação
Atualizado em 3 Maio 2021, 15h59 - Publicado em 30 set 2016, 17h18

Reabastecimento do Chevrolet Cruze LTZ de Longa Duração

Pode-se encher o tanque além do clique da bomba? O que pode acontecer nesse caso? – Luiz Carlos Nunes da Silva, Itaberaba (BA).

Não é raro encontrar frentistas que, após o primeiro clique de travamento da bomba, colocam um pouco mais de combustível para arredondar o valor a ser pago. Isso não causava maiores problemas coisa de vinte anos atrás. Hoje, porém, é diferente.

Os anos 90 trouxeram ao Brasil um dispositivo chamado cânister, localizado entre o tanque de combustível e a admissão do motor, e destinado a captar e reter o vapor do combustível quando o veículo estiver sendo abastecido, para reduzir os gases poluentes que são emitidos pelo veículo. Daí a necessidade de haver um espaço para esse vapor, entre o nível máximo do combustível previsto no tanque e o bocal de abastecimento.

Caso o tanque seja abastecido “até a boca”, desrespeitando o clique da bomba, o excesso de combustível vai parar no cânister – que contém carvão ativado – e, assim, danificar não apenas ele mas também possivelmente contaminar outros componentes mecânicos, além de prejudicar a própria filtragem de vapores feita pelo equipamento.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.