Clique e assine com até 75% de desconto

Correio técnico: com qual combustível o motor atinge a melhor temperatura?

Dúvida é do leitor André Garcia, de São Paulo (SP)

Por Igor Macário Atualizado em 21 out 2020, 11h09 - Publicado em 21 out 2020, 08h00
correio-tecnico-flex
Motor flex tem comportamento distinto de acordo combustível Acervo/Quatro Rodas

Em carros flex, com qual combustível se chega mais rapidamente à temperatura “ideal” de funcionamento do motor? – André Garcia, São Paulo (SP)

Quem responde é o engenheiro Erwin Franieck, mentor de tecnologia e inovação da Sae Brasil. Segundo ele, em lugares com média de 25°C de temperatura ambiente, o que ocorre em boa parte dos estados brasileiros, a diferença de tempo de aquecimento do motor com gasolina ou etanol em sistemas de injeção eletrônica atuais é muito pequena e praticamente ambos os combustíveis chegam à temperatura ideal de funcionamento em dez minutos.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 5.90

Já em locais cuja a média de temperatura ambiente seja inferior a 20°C, quando abastecido com etanol, devido a características do combustível, há uma maior perda de caloria na combustão do motor em relação à gasolina na fase fria do motor.

O sistema de injeção precisa então injetar mais etanol para compensar, gerando um excesso de combustível, que acaba indo para o óleo lubrificante do motor através das paredes do cilindro.

Esses dez minutos não são suficientes para o motor conseguir evaporar todo o etanol em excesso, que acabou indo para o óleo. Com isso, ao utilizar o veículo nessas condições por muito tempo, o óleo pode ficar contaminado, perdendo sua eficiência e prejudicando o motor.

Tem alguma dúvida? Mande sua pergunta para: correiotecnico@quatro-rodas.com.br

  • Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Arte/Quatro Rodas

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade