BMW 540i M Sport: o sedã mais perto do topo

Recheada de itens tecnológicos, a sétima geração do Série 5 diminui drasticamente a distância para o Série 7

O sedã levou apenas 5,2 segundos para ir de 0 a 100 km/h

Design lembra o Série 7: o novo sedã evoluiu por todos os lados (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Mia san Mia é uma expressão bávara que traduz o orgulho de ter nascido na Bavária. Algo como “somos o que somos” em português, a frase também poderia ser aplicada a um dos maiores símbolos locais: o Série 5.

Desde 1972 o sedã não se rende aos modismos, seguindo à risca a combinação de luxo com prazer ao dirigir que caracteriza a BMW. Mas nunca houve um modelo tão bem acertado como nesta sétima geração, recém-chegada ao Brasil.

Disponível nas versões 530i (R$ 314.950) e 540i (R$ 399.950), o carro se aproxima bastante do Série 7 em todos os aspectos. O principal elo de ligação entre eles surge no design: detalhes como o vinco nas laterais abaixo das maçanetas e o formato das lanternas foram inspirados no maior sedã da BMW.

Do desenho dos faróis de leds às lanternas e vincos: praticamente tudo remete ao modelo mais caro da BMW

Do desenho dos faróis às lanternas e vincos: praticamente tudo remete ao modelo mais caro da BMW (Christian Castanho/Quatro Rodas)

A generosa lista de itens de série inclui vários mimos da classe superior, como fechamento automático das portas (basta encostá-las levemente para a eletrônica se encarregar do resto) e ar digital com quatro zonas de temperatura.

Do sedã mais luxuoso da gama também veio o Driving Assistance Plus, um complexo sistema formado por câmeras e sensores capazes de monitorar a velocidade do veículo à frente. Basta apertar um botão no volante para o Série 5 preservar uma distância predeterminada, freando e acelerando sem a intervenção do motorista.

Alumínio e volante de M3 quebram sisudez do interior

Alumínio e volante de M3 quebram sisudez do interior (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Por meio dele também é possível evitar batidas, identificar pedestres (inclusive em locais pouco iluminados, graças ao sistema Night Vision) e realizar manobras de estacionamento sem tocar no câmbio e nos pedais – infelizmente sem possibilidade de comando pela chave, como nos veículos vendidos na Europa. Só não dá para chamá-lo de sistema de condução autônoma porque não faz curvas sozinho, como no Mercedes-Benz Classe E.

O interior, enfim, foi modernizado. A tela agora é sensível ao toque e – veja só! – bem mais fácil de operar. Donos de smartphone se sentirão à vontade para explorar todas as funções do BMW ConnectedDrive, inclusive com integração ao celular sem usar cabos.

Tela touchscreen de 10,2 polegadas: enfim a BMW lembrou da tecnologia

Tela touchscreen facilita bastante o manuseio da central multimídia (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Só é preciso ter um iPhone – inexplicavelmente não há suporte para Android Auto, já que a BMW argumenta que 80% de seus clientes usam um aparelho da Apple.

O envelhecido painel de instrumentos (cuja aparência era praticamente igual em todos os modelos) foi substituído por uma tela digital de 10,2 polegadas, que muda de aparência segundo o modo de condução selecionado (Eco Pro, Comfort, Sport e Sport Plus).

A tela digital muda de aparência de acordo com o modo de condução selecionado

O painel digital de 10,2 polegadas muda de aparência de acordo com o modo de condução selecionado (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O 530i vem com um 2.0 turbo de quatro cilindros em linha (252 cv e torque máximo de 35,7 mkgf), enquanto o 540i tem um motor 3.0 turbo de seis cilindros em linha (340 cv e 45,9 mkgf). Ambos têm tração traseira e câmbio automático de oito marchas. Foi a versão mais potente que levamos à pista de testes, onde o 540i precisou de apenas 5,2 segundos para ir de 0 a 100 km/h.

Motor 3.0 de 340 cv empolga nas acelerações

Motor 3.0 de 340 cv e 45,9 mkgf empolga nas acelerações (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Todos os números de desempenho foram praticamente idênticos aos do antigo 550i, que tinha um motor 4.4 V8 de 407 cv e câmbio de sete marchas. A diferença crucial veio no consumo: enquanto o 550i registrou 6,4 km/l na cidade e 10 km/l na estrada, o novo 540i fez 9,1 km/l e 12,6 km/l, respectivamente. Parte desse feito, aliás, pode ser creditada à redução de peso de 100 kg entre gerações, obtida pelo maior uso de peças de alumínio.

Esporte fino

Dirigimos o 540i por um percurso de 300 km com trechos urbanos e rodoviários, nos quais a agilidade do veículo se sobressaiu. A direção facilita as manobras em locais apertados, algo incomum para um veículo de quase 5 metros de comprimento.

Sedã tem quase 5 metros, mas é ágil como um Série 3

Sedã tem quase 5 metros, mas é ágil como um Série 3 (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Dinamicamente, seu comportamento direto impressiona, respondendo prontamente aos comandos do motorista. Bem calibrada, a suspensão tem um equilíbrio entre conforto e esportividade em qualquer condição, filtrando bem as imperfeições sem ser excessivamente dura.

Embora já seja ágil no modo Com­fort, é no ajuste Sport que o Série 5 mostra por que é um legítimo BMW, ou seja, rápido nas acelerações e totalmente “na mão” do condutor em trechos sinuosos. Toda saída de curva é acompanhada do ronco metálico tão apreciado pelos fãs da marca, justificando cada centavo investido. Assim, dá até vontade de andar com os vidros abertos só para ouvir melhor a sinfonia dos seis cilindros.

Mesmo com todas as comodidades, Série 5 foi feito para ser dirigido

Mesmo com todas as comodidades, Série 5 foi feito para ser dirigido (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Ar-condicionado digital tem quatro zonas

Ar-condicionado digital tem quatro zonas com controles individuais (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Diferentemente dos seus arquirrivais Mercedes-Benz E 250 Exclusive (R$ 319.900) e Audi A6 Ambition (R$ 361.990), mais voltados para a vida executiva, comprar um 540i M Sport é uma decisão mais emocional do que racional, daquelas que nos enchem de orgulho principalmente na hora de acelerar. Mesmo se você não tiver nascido em Munique.

Veredicto

Agora mais moderno, o sedã é praticamente um mini-Série 7 (e talvez a melhor compra do segmento).

Teste de pista (com gasolina)

  • Aceleração de 0 a 100 km/h: 5,2 s
  • Aceleração de 0 a 1.000 m: 24,2 s – 222,7 km/h
  • Velocidade máxima: 250 km/h
  • Retomada de 40 a 80 km/h (em D): 2,2 s
  • Retomada de 60 a 100 km/h (em D): 2,7 s
  • Retomada de 80 a 120 km/h (em D): 3,2 s
  • Frenagens de 60 / 80 / 120 km/h a 0: 15,1 / 25 / 58,4 m
  • Consumo urbano: 9,1 km/l
  • Consumo rodoviário: 12,6 km/l
O porta-malas conta com 530 litros de capacidade

O porta-malas conta com 530 litros de capacidade (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Ficha técnica – BMW 540i M Sport

  • Preço: R$ 399.950
  • Motor: gas., diant., longitud., 6 cil., turbo, 24V, 2.998 cm3, 340 cv entre 5.500 e 6.500 rpm, 45,9 mkgf a 1.380-5.200 rpm
  • Câmbio: automático, 8 marchas, tração traseira
  • Suspensão: duplo A (diant.); multilink (tras.)
  • Freios: discos ventilados
  • Direção: elétrica
  • Rodas e pneus: 275/35 R19 (diant.)/245/40 R19 (tras.)
  • Dimensões: compr., 493,6 cm; alt., 148 cm; larg., 186,8 cm; entre-eixos, 297,5 cm; peso, 1.782 kg; tanque; 68 l; porta- malas, 530 l
  • Equipamentos de série: ar digital quadrizona, Apple CarPlay, som Harman Kardon, câmera 360 graus, head-up display, piloto aut. adaptativo, teto solar, bancos de couro e seletor de modos de condução
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Diego Ferreira De Souza

    Falar o quê de um carro desses…lindo!!!