Leasing operacional: vale a pena alugar um carro por um ano?

Novo modelo de locação de automóveis aposta na mudança de comportamento do "ter" para o "usar"

Alugar um carro por um ano ou mais era impensável pouco tempo atrás, pelo alto custo. Mas esse serviço começa a ganhar adeptos no Brasil. Esse modelo de negócio é conhecido como leasing operacional nos EUA, onde ele corresponde a mais de 50% das aquisições de um automóvel novo.

“Acredito que é uma questão de tempo para que o brasileiro acredite que é mais viável pagar para usar do que pagar para ter”, diz Osmar Pinho, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Leasing (Abel).

A pioneira em oferecer essa modalidade foi a Rodobens há oito anos. A maioria dos clientes é de empresas e ela já conta com 4.000 veículos locados por 24 ou 36 meses.

Agora o serviço está chegando às pessoas físicas, por meio de um programa de carro por assinatura recém-lançado pela Porto Seguro. “Há tempos que a aquisição de um veículo deixou de ser um investimento, sobretudo se calcularmos os juros de financiamento e a desvalorização. Tudo isso chega apoiado por uma nova consciência da sociedade sobre mobilidade urbana”, explica Marcelo Rosal, gerente da seguradora.

Nesse programa, o cliente escolhe contratar por 12 ou 24 meses. Na mensalidade, já estão inclusos IPVA, licenciamento, seguro e as revisões programadas.

“Fiz as contas dos meus gastos para comprar e manter um carro e vi que aderir a esse serviço é 20% mais barato no meu caso. Por isso, decidi vender o carro e entrar no leasing”, afirma o economista Eduardo Aquiles, 58 anos.

“Pago R$ 1.350 por mês para usar um HB20. Só preciso me preocupar em abastecê-lo”, diz Aquiles. Inicialmente, o serviço, que conta com 1.000 clientes, está disponível nas cidades do Rio e de São Paulo.

Nas tabelas abaixo, comparamos os custos de compra e posse de quatro modelos com os valores da assinatura anual do serviço, considerando uma compra à vista – em caso de financiamento, 0o custo é diluído, mas o valor final aumenta bastante.

Para entender se vale a pena ou não, considere que a diferença entre os gastos poderia ser utilizada como investimento para render dividendos, ou para outras necessidades.

 

Chevrolet Onix 1.0 LT

121021_onix_05.jpg

  • 1 ano até 25.000 km = R$ 1.390 mensais
  • 2 anos até 50.000 km = não há opção de 24 meses para o modelo
COMPRA ASSINATURA
Compra do carro R$ 44.890 sem custo
IPVA R$ 1.820 sem custo
Seguro R$ 2.275 sem custo
Depreciação R$ 9.538 sem custo
Total R$ 58.523 R$ 16.680 ( 12 X R$ 1.390)

 

Hyundai HB20S 1.0 Comfort

Hyundai HB20S

  • 1 ano até 25.000 km = R$ 1.790 mensais
  • 2 anos até 50.000 km = R$ 1.680 mensais
COMPRA ASSINATURA
Compra do carro R$ 50.065 sem custo
IPVA R$ 1.802 sem custo
Seguro R$ 2.252 sem custo
Depreciação R$ 6.308 sem custo
Total
R$ 60.427 R$ 21.480 ( 12 X R$ 1.790)

 

Toyota Etios 1.3 X

Saias laterais já existiam no Platinum e agora chegam ao Etios XLS

  • 1 ano até 25.000 km = R$ 1.550 mensais
  • 2 anos até 50.000 km = R$ 1.370 mensais
COMPRA ASSINATURA
Compra do carro R$ 45.990 sem custo
IPVA R$ 1.780 sem custo
Seguro R$ 2.225 sem custo
Depreciação R$ 9.015 sem custo
Total R$ 59.010 R$ 18.600 ( 12 X R$ 1.550)

 

Ford EcoSport 1.6 Freestyle

Ford EcoSport

  • 1 ano até 25.000 km = R$ 2.390 mensais
  • 2 anos até 50.000 km = R$ 2.290 mensais
COMPRA ASSINATURA
Compra do carro R$ 77.900 sem custo
IPVA R$ 3.116 sem custo
Seguro R$ 3.895 sem custo
Depreciação R$ 11.916 sem custo
Total R$ 96.827 R$ 28.680 ( 12 X R$ 2.390)
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Ricardo Soares

    Se eu entendi bem, o Leasing vale a pena pra quem não quer permanecer com o carro por muito tempo. Se eu quiser ficar com o carro por pelo menos 5 anos, mas vale comprar do que fazer Leasing, certo? Até pq em 5 anos, posso ir investindo o dinheiro ou guardar na poupança mesmo até comprar o próximo carro.

  2. Só vale a pena pra carro zero. Eu, por exemplo, nunca tive carro zero. E não sou quebrado não. Não compro porque acho muito dinheiro perdido, justamente na depreciação inicial dos dois primeiros anos. Prefiro comprar usado entre 1 e 3 anos e km até 30 mil km rodados. Perde-se menos dinheiro e com certeza fica bem mais em conta que este Leasing Operacional aí, mas para quem não consegue ficar sem carro zero na garagem, pode ser que seja vantajoso. Mesmo assim, eu ainda acho que tem que fazer muita conta.

  3. Laura Adelina da Conceicao

    reportagem mal feita – faltou muita informação para convencer alguém minimamente pensante que o Leasing Operacional é interessante – não se leva em conta o valor de revenda para quem opta pela compra – só isso já basta para desqualificar a reportagem inteira.

  4. Leandro Cruz

    Tudo errado nessa matéria, parece que foi patrocinada.
    Como comparar o valor a vista do carro com o valor do aluguel por 1 ano?
    Não deveria ser essa a forma de comparação, sem contar que a questão da desvalorização não procede; por mais que seu carro desvalorize ainda sim terá um valor, diferentemente do sistema referido.
    Outra coisa, a matéria não faz menção a franquia ridícula de 25000 anuais,ou seja ,não analisou o perfil de quem anda muito com o carro.
    Matéria tendenciosa e pouco elucidativa.
    Na minha opinião o mercado ee seminovos ainda é a melhor solução, melhor aqui no Rj com desconto generoso de Ipva para Gnv e uma ampla rede de postos ,o que garante uma baita economia.

  5. Petro Mineiro

    Não leva em conta o valor de revenda?? Logo, reportagem comprada…

  6. sergio silva possidonio

    Rídicula esta reportagem! O Leasing operacional é vantajoso sim, para a empresa locatária! No exemplo do Eco Sport, o cliente tem um um custo de aquisição de R$ 96.827 e consegue revende-lo por R$ 65.894,00, logo, o valor para tê-lo por um ano é de R$ 30.843,00. A diferença é de apenas R$ 2.163,00. A partir do segundo ano de uso, já não há mais o custo de aquisição, apenas de depreciação (menor que no primeiro ano), IPVA, manutenção e Seguro, o que certamente torna a aquisição mais vantajosa. Isso não passa de matéria paga pela Porto Seguro!

  7. Sergio Bertoni

    Não concordo com a matéria, precisa colocar o preço dá revenda para fazer esse comparativo, pq em dois anos o consumidor pagou o valor total do carro para o leasing e não tem nenhum reembolso. Enfim o melhor carro do mundo é o seu carro quitado.

  8. Leandro Félix Rodrigues

    Que matéria mal feita. Primeiro é que o Onix Informado é o 1.0 LT e não o 1.4. Muito mal feito.

  9. Sérgio silva possidonio, eu segui o mesmo raciocínio que o seu. No final do ano a economia é de 2163 reais. E pela desvalorização, o carro vale quase 66 mil.
    Mas aí entra a questão: como não compramos o carro, temos 77900 na mão, que se aplicados a juros de 0.7% ao mês (o q não é muito), teremos 84700 no fim do ano, + 2163 de economia q calculamos lá em cima.
    Em suma, no final de um ano:
    COMPRA: vc tem um carro que vale 66mil
    ALUGUEL: terá na sua conta corrente 86863 reais!!!
    Pelas postagens, acho que ninguém considerou isso…

    Só critico a reportagem em um ponto: e o gasto com manutenção? A revisão é por conta da locadora? Se sim, facilita a conta a locação mais ainda.

  10. Paulo Augusto Franke

    Nossa amiga Isadora não tem um colega de trabalho, ou então um editor, para ler essa monstruosidade matemática, antes de publicar? Por favor….
    Se os números fossem tão malucamente a favor do leasing, ninguém mais comprava carros….
    Onde está o erro crasso?
    Depois de depreciado o carro comprado zero, permanece um valor residual, o carro não evapora contabilmente.
    Carros que retêm o valor de revenda no mercado de usados concorrem pau a pau com o leasing.