Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Smart kart

Por Redação 28 set 2010, 23h47

18431 km

Nas férias de fim de ano, o ritual de colocar a bagagem no carro e encarar a estrada foi repetido pelo designer da revista Paulo Inoue a bordo de nosso compacto de Longa Duração. Em seu relato abaixo, ele conta sua viagem de 2 311 km, indo até Bauru (SP) para celebrar o Natal e, em seguida, descendo a serra até São Sebastião (SP) para estourar o champanhe à beira-mar. Tirando uma lâmpada de farol queimada (trocada na garantia), o mês foi tranquilo. O Smart até serviu de meio de transporte para a matéria sobre karts vintage desta edição e – quer saber? – ficou bem à vontade entre eles.

“O fato de ser solteiro e sem filhos ajudou bastante para que o Smart fosse meu companheiro de estrada por três semanas. Afinal, pude carregar toda a – pouca – bagagem em minhas viagens, que incluíram estradas de terra, serras e buracos, sob muito sol e chuva. Carismático, o Smart atraiu olhares e sorrisos por onde passava, fosse numa pacata cidade interiorana, fosse no badalado litoral norte paulista. Mas fiquei com a sensação de que as pessoas já se acostumaram com essa pequena novidade. Como a cidade de Bauru estava deserta (os estudantes voltaram a suas cidades natais), não o avaliei na noite interiorana, já que as casas noturnas da região estavam fechadas…

Na hora de encarar a estrada, mesmo sendo fã confesso do carro, fiquei apreensivo. Imaginei uma viagem com sobressaltos, devido aos incontáveis buracos que viriam pela frente. Mas fui surpreendido pelo bom rendimento do motor, exigindo concentração para que não ultrapassasse, facilmente, os 120 km/h, velocidade máxima permitida na rodovia Castelo Branco. Ou exagerasse nas curvas da serra que liga Taubaté a Ubatuba (SP).

Continua após a publicidade

Mas nem tudo foram flores. Nessa peregrinação, também encarei alguns quilômetros de estrada de terra. E foi aí que o Smart reafirmou sua predileção por pisos bem aplainados. Intolerante a buracos e irregularidades do piso, ao trafegar na terra, mesmo a baixíssima velocidade, ele não esconde o desconforto. Aí foi a minha vez de sorrir. Ou melhor, rir para não chorar.”

Principais ocorrências

18347 km: lâmpada queimada

Consumo

No mês (40,2% na cidade): Gasolina – 11,7 km/l

Desde set/09 (43,4% na cidade): Gasolina – 11,4 km/l

Continua após a publicidade

Publicidade