Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Prova de fogo no gelo

Por Redação 26 out 2011, 17h10

Por Péricles Malheiros

49160 km

Fazia tempo que nosso Fiat Uno não ganhava tanto elogio. “É outro carro”, disse o revisor Renato Bacci. “Ele voltou!”, comemorou o fotógrafo Silvio Gioia.

Em junho, dissemos que as dificuldades de partida em dias frios e os soluços de funcionamento do motor haviam sumido após a revisão dos 30 000 km, feita na concessionária Ventuno, ocasião em que autorizamos uma limpeza dos bicos injetores. Mas a alegria durou pouco e as falhas ressurgiram com força total. Agora, fizemos nova reclamação junto à Sinal, escolhida para cuidar da última revisão do Uno, a dos 45 000 km. O consultor garantiu: “O problema só vai sumir com uma limpeza de bicos”. E se não sumir?, perguntamos. “Devolvo o dinheiro.” Diante de tamanha confiança, autorizamos o serviço extra, ao custo de 165 reais – pela revisão, em si, cobraram 396 reais.

Na retirada, a decepção: estava exatamente como quando entrou, falhando e exigindo paciência nas partidas a frio e uma boa queimada de embreagem nas arrancadas. Ligamos para pedir o dinheiro de volta e o consultor pediu uma nova chance. Demos.

Continua após a publicidade

No retorno, um novo Uno. As falhas a cada marcha passada sumiram, devolvendo o prazer ao dirigir, sobretudo em meio ao anda e para do trânsito de São Paulo. Também faz parte do passado a demora em acordar o motor em dias frios. E olha que fizemos um teste radical para conferir a disposição do carro ao despertar do dia. No começo de agosto, seguimos para Campos do Jordão, uma das cidades mais frias de São Paulo, famosa por suas atrações de inverno. Com o termômetro registrando 2 ºC – após uma madrugada com mínima de -3 ºC – nosso Uno, ainda com a carroceria coberta por uma fina camada de gelo, pegou na segunda tentativa. “Sem soluços ou qualquer falha de funcionamento”, disse Silvio Gioia, impressionado com a nova fase do carro. Resta saber se esse pique será mantido até os 60 000 km.

Consumo

No mês (26,9% na cidade): Álcool – 9,4 km/l

Desde out/10 (26,5% na cidade): Álcool – 9 km/l

Visualmente, é impossível controlar o nível de gasolina no reservatório da partida a frio.

Continua após a publicidade

Publicidade