Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Preguiça ao acordar

Por Redação 6 nov 2012, 13h47

Por Péricles Malheiros

25 455 km

Não é de hoje que os motoristas que se revezam ao volante do Duster reclamam da oscilação da rotação da marcha lenta logo após ser dada a partida. “Em dias frios, a situação é ainda mais facilmente percebida. O ponteiro do conta-giros fica pulsando abaixo das 1000 rpm e, a menos que você acelere bastante para sair, queimando a embreagem, o motor morre”, diz o editor Péricles Malheiros, responsável pela seção Longa Duração. O carro segue assim, arisco e oscilante, até que ao menos duas barrinhas do termômetro digital apareçam.

Essa preguiça ao despertar foi repor- tada ao consultor técnico da Itavema, reponsável pela revisão dos 20 000 km, apresentada na edição de setembro, mas nenhuma providência foi tomada. Como o problema vem se manifestando com um frequência cada vez maior, faremos um pit stop não programado em breve.Vamos aproveitar para pedir, de novo, uma verificação da caixa de direção, cuja trepidação nas curvas também está a cada dia mais perceptível.

O mês incluiu algumas viagens no currículo do Duster. Nas mãos da repórter Isadora Carvalho, o SUV visitou Monte Verde, no sul de Minas Gerais. “Acho a direção do Duster pesada nas manobras, mas na estrada essa firmeza transmite sensação de segurança”, disse ela. A repórter, que viajou com o noivo e um casal de amigos, também trouxe uma reclamação recorrente: “A todo momento as janelas traseiras eram abertas acidentalmente, pois os botões de acionamento estão exatamente onde os passageiros apoiam o cotovelo”.

À lista de verificações, somaremos outros pontos notados pelo repórter visual Eduardo Campilongo, que utilizou o SUV Renault numa viagem entre a capital paulista e a interiorana Cruzeiro. “O banco do passageiro dianteiro com jogo na região dos trilhos e o barulho de vento na porta do motorista são um martírio na estrada. É preciso aumentar o volume do rádio para abstrair”, diz Eduardo.

Continua após a publicidade

Consumo

No mês (42,9% na cidade) – Etanol: 7,2 km/l

Desde abril/12 (36,7% na cidade) – Etanol: 7,2 km/l

Principais Ocorrências

24 962 km – Banco do passageiro com jogo.

Na traseira, botão dos vidros mal localizado leva à abertura acidental da janela das portas

 

Continua após a publicidade

Publicidade