Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Pacote surpresa

Por Redação Atualizado em 26 dez 2016, 16h55 - Publicado em 6 abr 2015, 09h00

Tanto no material de apresentação do Ka à imprensa como no site da Ford, o pacote de revisões do hatch indicava a primeira manutenção aos seis meses. A segunda seria aos 12 meses ou 10 000 km, a terceira aos 24 meses ou 20 000 km e assim por diante. A mescla de dois formatos, claro, gerou confusão para quem, assim como a gente, roda em um ritmo muito acelerado. Menos de três meses após a data da compra, havíamos percorrido 8 000 km. O correto seria desconsiderar a parada dos seis meses e cair direto na de 10 000 km, certo? Não, pois a Ford mudou as regras no meio do caminho.

Desde o início de fevereiro, o site da marca passou a determinar a primeira revisão do novo Ka aos seis meses ou 5 000 km. Contatada, a Ford reconhece ter feito uma correção e afirma que a não realização da primeira revisão em nada compromete a garantia. Diz também que sua rede já estava instruída a carimbar os campos da primeira e segunda revisões no manual do proprietário. É aí que surge outro problema. No manual, as páginas destinadas ao registro das revisões mostram um terceiro formato: primeira revisão aos seis meses ou 10 000 km, segunda aos 12 meses ou 20 000 km e assim por diante.

Do ponto de vista técnico, a Ford alega que a perda da primeira revisão não coloca em risco o motor, uma vez que ela tem caráter preventivo. Curiosamente, ao mesmo tempo, o manual ressalta a importância de que o plano de manutenção seja obedecido à risca de modo a assegurar a plena confiabilidade do veículo.

Quanto ao uso do carro, um ruído metálico na coluna B esquerda passou a incomodar os motoristas: “Parece vir do sistema de regulagem de altura do cinto de segurança”, disse o repórter visual Eduardo Campilongo.

Consumo
No mês: 9,1 km/l com 41,5% de rodagem na cidade
Desde fev/15: 9,4 km/l com 28,7% de rodagem na cidade
Combustível: etanol

Gastos no mês
Combustível: R$ 875

Continua após a publicidade

Publicidade