Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: VW Virtus tem problemas em manobras com motor frio

Sedã se mostra um bocado temperamental nas balizas e até na hora de agradecer é pouco amável, disparando uma buzinada feroz

Por Péricles Malheiros - 7 jan 2019, 09h00
Manobrar o Virtus com motor frio pode ser um exercício menos calmo do que parece Christian Castanho/Quatro Rodas

No mês anterior, falamos da indocilidade do Virtus em meio ao trânsito de São Paulo. O tema nos deixou mais atentos ao trabalho do conjunto de motor e câmbio. E não é que encontramos outra questão?

Na fase fria do motor, quando a rotação fica mais elevada, é preciso redobrar o cuidado ao manobrar em vagas apertadas. “Claro que com o giro mais alto do motor, qualquer carro automático fica um pouco mais arisco.

Mas no Virtus essa mudança de comportamento é exagerada. Você alivia o pé do freio e, de repente, o movimento se inicia de modo abrupto, justamente porque a rotação está alta. Para não bater nos outros carros, o melhor a fazer é ampliar a distância de segurança na aproximação”, explica o editor Péricles Malheiros.

O mês marcou ainda a primeira parada do Virtus para manutenção, na paulistana Auto Green. A oportunidade foi o primeiro teste da gratuidade das três primeiras revisões, uma exclusividade do Virtus Highline.

Continua após a publicidade
Buzina do Virtus não tem meio-termo: ou não toca, ou ressona de maneira exagerada Christian Castanho/Quatro Rodas

“Primeiramente, o técnico da Auto Green disse que iria cobrar pelo serviço, pois o nosso carro não havia sido cadastrado pela concessionária Santa Emília – que nos vendeu o carro – no sistema que isenta do pagamento. Depois, acabou me liberando, dizendo que se acertaria com a Santa Emília”, conta o piloto de teste Eduardo Campilongo.

Na vistoria pós-revisão, nosso consultor técnico, Fabio Fukuda, disse: “Ao trocar o óleo do motor, colocaram uma dose ligeiramente acima da ideal”.

A buzina do Virtus também tem dado o que falar. “Teve gente me olhando feio num cruzamento. Fui dar um toque breve na buzina para agradecer a passagem dada e nada.

Apliquei um pouco mais de força e ficou parecendo uma buzinada de protesto”, conta Edu. Ligamos para cinco autorizadas e a resposta foi a mesma: “Tem muitos outros donos de Polo e Virtus reclamando pelo mesmo motivo, mas não há o que fazer. É uma característica do carro.”

Continua após a publicidade

Volkswagen Virtus – 15.699 km

    Consumo

    • No mês: 12,2 km/l com 16% de rodagem na cidade
    • Desde jun/18: 11,8 km/l com 25,7% de rodagem na cidade
    • Combustível: R$ 2.352
    • Alinhamento: R$ 100

    Ficha técnica

    • Versão: Highline 200 TSI
    • Motor: 3 cil., diant., transv., 999 cm3, 12V, 128/116 cv a 5.500 rpm, 20,4 mkgf a 2.000 rpm
    • Câmbio: automático, 6 marchas
    • Combustível: flex (gasolina)
    • Seguro (perfil QUATRO RODAS): R$ 2.875
    • Revisões (até 60.000 Km): R$ 1.820
    Publicidade