Clique e assine por apenas 5,90/mês

Longa Duração: lâmpada do Tiggo 5X sai até 435% mais cara na rede Caoa

A lâmpada do farol queimou. Na rede Chery, preços altos e informações técnicas desencontradas. Fora dela, a mesma peça original, mas bem mais barata

Por Péricles Malheiros - Atualizado em 11 Maio 2020, 18h34 - Publicado em 12 Maio 2020, 07h00
Lâmpada do farol queimada. Tentamos consertar na rede Chery, mas diante de informações desencontradas e preços altos demais, partimos para o mercado paralelo, onde encontramos a lâmpada igual a original por R$ 34 Fernando Pires/Quatro Rodas

No mês anterior, relatamos a boa passagem do Tiggo pela rede Chery por conta da revisão dos 30.000 km.

Além de atenuar as vibrações nas acelerações em segunda marcha, após aplicar uma atualização do sistema eletrônico de gerenciamento do câmbio, a D21 foi atenciosa ao atender nosso pedido de análise da moldura do farol de neblina direito do Tiggo, que apresentava descascamento da pintura.

“Como não há sinais de batida ou ataque químico, vamos reparar em garantia”, se comprometeu o consultor, assegurando que entraria em contato quando a peça chegasse. Foi o que aconteceu 27 dias após a revisão.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Para nossa surpresa, a D21 solicitou à fábrica a moldura de ambos os lados. “Substituí também a do lado esquerdo. Se trocasse apenas a direita, daria para perceber a diferença de tonalidade”, justificou o consultor. Mas, além da pintura, teve mais um item queimado trocado no último mês.

“Certa noite, ao parar atrás de um ônibus, notei que o farol esquerdo estava apagado. A lâmpada havia queimado”, conta o editor de Longa Duração, Péricles Malheiros. Como lâmpadas não são itens cobertos pela garantia, iniciamos as cotações.

Na rede, encontramos grande variação de preço da peça e da mão de obra, capaz de jogar areia na boa impressão deixada pela D21 Jundiaí.

Continua após a publicidade

Consultamos três concessionárias. Na D21 Morumbi, o técnico disse: “Pode trocar só a queimada. Sai por R$ 72. Nem precisa de agendamento e não vou cobrar mão de obra. A troca é bem simples”.

Já na D21 São Bernardo do Campo, outro parecer: “Se trocar uma só, fica ruim, com um lado mais forte que o outro. Não precisa agendar, mas preciso cobrar R$ 20 de mão de obra. O par de lâmpadas sai por R$ 152”. Na Wei Motors Lapa, uma cotação ainda mais alta: “Sai por R$ 182, sendo R$ 84 a lâmpada e R$ 98 de mão de obra. É um serviço bem complicado. Pode trocar só uma, mas precisa agendar”.

Diante de orçamentos tão distintos, estendemos a pesquisa para além da rede autorizada, afinal as concessionárias disseram não haver comprometimento da garantia se fizéssemos a troca por conta própria, desde que respeitássemos as especificações originais: Osram H7 55W 12V 64210.

Na loja paulistana Mercadocar, encontramos o orçamento mais em conta: “Pode trocar uma só. Sai por R$ 34, sendo R$ 30 a lâmpada e R$ 4 a mão de obra”, disse o atendente.

Para driblar os orçamentos da rede Chery – entre 112% e 435% mais caros –, claro, optamos por fazer a substituição na loja independente.

Tiggo 5X – 34.099 km

Ficha técnica:
Versão: TXS 1.5 16V Turbo
Motor: 4 cilindros, dianteiro, transversal, 16V, turbo, 150/147 cv a 5.500 rpm, 21,4 mkgf a 1.750 rpm
Câmbio: Automatizado, dupla embreagem, 6 marchas
Seguro: 1.952 (Perfil Quatro Rodas)
Revisões:
Até 60.000 km – R$ 3.798
Gastos no mês: Combustível: R$ 1.414
Consumo: No mês: 8,9 km/l com 36,4% de rodagem na cidade
Desde jul/2019: 8,8 km/l com 28,0% de rodagem na cidade
Combustível: flex (gasolina)

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade