Iros Vintage 150

Simpática e saudosista, a motoneta tem bom preço e muito charme

Iros Vintage 150 Iros Vintage 150

Iros Vintage 150 (/)

A Iros Vintage 150 é, como o nome indica (“vintage” designa, em inglês, veículo clássico, de época), uma evocação do estilo das motonetas dos anos 60. Com formas arredondadas e linhas sinuosas, agrada aos saudosistas das Vespa e Lambretta.

Esta simpática chinesinha tem farol ovalado montado no guidão com os piscas dianteiros, formando uma peça única que faz conjunto com o painel. As informações são básicas: velocímetro e marcador de combustível, tudo simples, mas com visual agradável. Diferentemente das motonetas feitas todas de metal cuja memória ela resgata, na Iros é o plástico que dá forma a escudos, carenagens e para-lamas – o que é quase de praxe atualmente no segmento. O banco é revestido de tecido furadinho e para o garupa foi instalado um minúsculo encosto (sissy-bar), que ajuda a manter o corpo firme no lugar, proporcionando mais conforto e segurança, especialmente nas partidas. O scooter é um pouco curto para pilotos com mais de 1,70 metro. Os joelhos teimam em encostar na parte interna do escudo. Tal situação é agravada pelo banco, que faz o corpo posicionar-se bem à frente. Mesmo assim, a postura é bem neutra, sentada como de hábito, e a pilotagem é muito fácil.

O motor é monocilíndrico, refrigerado a ar, com duas válvulas e comando SOHC. Rende 9,5 cv a 7 500 rpm, propiciando boas arrancadas com o câmbio CVT, de correia com polia de diâmetro continuamente variável. Nas subidas mais íngremes, a Iros tende a mostrar certa indolência, perdendo velocidade e obrigando seu piloto a girar todo o punho do acelerador para manter o embalo.

O velocímetro é bastante impreciso, passando a falsa impressão de um desempenho sensacional. Quando está marcando 120 km/h, por exemplo, o scooter está, na verdade, a 80 km/h, de acordo com os dados aferidos pelo nosso equipamento. Pelo menos será muito mais difícil tomar uma multa na pilotagem deste scooter.

As suspensões são rígidas e transferem alguma vibração. O sistema de freio da Iros Vintage 150 é muito bom, tem ótima pegada e tato, garantindo frenagens rápidas e seguras, com progressividade no acionamento.

VEREDICTO

Muito simpática,
a Iros tem preço conveniente e esbanja charme e graça, porém a rede de revendas ainda é tímida. Feita para quem privilegia estilo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s