Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Exclusivo: aceleramos o Novo Puma

Dirigimos em Interlagos o protótipo que reedita a trajetória do mais bem-sucedido esportivo nacional

Por Paulo Campo Grande Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 3 ago 2022, 11h45 - Publicado em 6 jul 2017, 17h59
O novo Puma tem motor VW de 120 cv com câmbio manual de cinco marchas
O novo Puma tem motor VW de 120 cv com câmbio manual de cinco marchas (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O mais lendário esportivo brasileiro está de volta às pistas. Exatos dois anos e cinco meses após anunciar seu retorno (novembro de 2014), a nova geração do Puma ficou pronta.

A primeira aparição pública aconteceu no Autódromo de Interlagos, durante uma etapa do Torneio Interlagos de Regularidade. A convite da Mesgaferre, empresa dona do projeto, nós estivemos lá para conhecer a novidade.

Dividi o volante com dois pilotos da fábrica: Luiz Costa e Gabriel Maia. Fui o terceiro a entrar na pista, mas a espera foi recompensada.

O novo Puma é um carro de corrida. Com o slogan “Nas pistas nascemos, pelas pistas voltaremos”, o objetivo dos construtores é reeditar este ano (leia texto abaixo) a saga do esportivo que surgiu nas competições antes de ficar famoso nas ruas.

O esportivo se mostrou rápido e obediente em Interlagos
O esportivo se mostrou rápido e obediente em Interlagos (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O primeiro Puma de passeio, lançado em 1966, tinha chassi e mecânica de um campeão das pistas: o GT Malzoni, da Vemag, de 1964. Agora o chassi é tubular e a mecânica, da VW, marca que equipou os Puma a partir de 1968. Na época, foram usados motores 1.5 e 1.6.

Puma GT 1968: fonte de inspiração
Puma GT 1968: fonte de inspiração (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Hoje o novo Puma é empurrado pelo 1.6 do Fox, com 120 cv, acompanhado do câmbio manual de cinco marchas. A carroceria é o que os italianos chamam de barchetta: não tem portas, nem teto.

Continua após a publicidade

Na cabine há dois lugares, como determinam os regulamentos de algumas provas de regularidades, que incluem piloto e navegador. E o estilo que coube ao designer Du Oliveira foi inspirado no Puma GT fabricado entre 1968 e 1975.

Chegou minha vez de acelerar. Ajustei-me ao volante, apertei os cintos e saí. Deixei os boxes preocupado em sentir o carro. A primeira característica que chamou a atenção foi a direção: mais leve do que eu esperava.

A embreagem também não exigia força e o câmbio aceitava as trocas rápidas com precisão. Até aí, eu havia percorrido só o trecho da saída dos boxes e parte da reta oposta.

PCG teve a experiência de pilotar o novo Puma
PCG teve a experiência de pilotar o novo Puma (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Não fosse o ronco forte e alto do motor e a suspensão copiando cada pedrisco do asfalto, parecia que eu estava ao volante de um carro de rua. No final da reta oposta, porém, tive de fazer a primeira frenagem e, logo depois, a primeira curva.

O freio se mostrou eficiente, mas, ao contrário da embreagem, exigiu que eu pisasse forte, como em um kart, para ver a velocidade baixar. “Você tem que subir no freio”, foi o conselho de Luiz Costa, ainda no boxe.

Continua após a publicidade

Fiz um punta-tacco e sem sustos voltei a acelerar. Se alguém estivesse filmando, poderia registrar um sorriso em meu rosto satisfeito com o comportamento do carro.

O Puma se revelou perfeitamente sob controle nas curvas no trecho conhecido como Descida do Lago. Segui acelerando, já me sentindo familiarizado com o carro. Passei pelo Laranjinha, um trecho em aclive que o piloto não vê o asfalto no final da curva, com tranquilidade.

O Puma se revelou perfeitamente sob controle nas curvas
O Puma se revelou perfeitamente sob controle nas curvas (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Venci o “S” e o Pinheirinho com prazer e segui para o Bico do Pato. Esse ponto é tenso para mim. Como os pilotos falam, no Bico do Pato há uma curva dentro de outra.

Eu sempre contorno esse pedaço da pista com todo cuidado, mas o Puma se comportou bem, assim como nas curvas seguintes: Mergulho, Junção e Subida dos Boxes.

Ao entrar na reta, lembrei que o desafio aqui seria descobrir o ponto de frenagem antes do S do Senna. Mesmo assim, pisei fundo e devo ter chegado perto dos 200 km/h.

Continua após a publicidade
O emblema é uma fera
O emblema é uma fera (Christian Castanho/Quatro Rodas)

A máxima divulgada pelos construtores é 205 km/h. O Puma pesa 570 kg, segundo a fábrica, o que significa uma ótima relação peso/potência (4,75 kg/cv).

O piloto Gabriel Maia me disse que eu deveria começar a frear faltando 100 metros para o S do Senna. E foi isso que eu fiz. Contornei o S, a Curva do Sol e a partir daí as coisas começaram se repetir.

Sua relação peso/potência é de 4,75 kg/cv
Sua relação peso/potência é de 4,75 kg/cv (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Já sentia o Puma como extensão do meu corpo, fazendo volta atrás de volta, quando de repente vi a bandeira quadriculada sendo agitada. Era o final do test-drive.

Senti um misto de alegria e tristeza. Alegria porque sempre é bom receber a bandeirada ao cruzar a linha de chegada. Tristeza porque aquilo significava que minha experiência chegava ao fim.

Em breve nas ruas

puma
(Divulgação/Quatro Rodas)

O novo Puma terá uma versão para as ruas (homologado como protótipo para atender à legislação). Batizado de Puma GT 2.0 Lumi, ele está em fase final de desenvolvimento e deve ser lançado em dezembro deste ano.

Continua após a publicidade

O carro de passeio usará a mesma base do modelo de pista, mas a mecânica será Chevrolet, com 180 cv, de acordo com os construtores. Assim como o carro de corrida, a versão de rua também foi desenhada pelo designer Du Oliveira.

O plano de fazer uma versão de rua existe desde o início do projeto da nova geração. A ideia de trazer o Puma de volta nasceu em uma roda de amigos, em 2012.

Daí surgiu a Sociedade de Automóveis Mesgaferre Ltda., empresa registrada com as iniciais dos nomes dos proprietários; Fernando Mesquita (Mes/Fe) e Reginaldo Galafazzi (Ga/Re), à imagem e semelhança da primeira fábrica do Puma.

A histórica Sociedade de Automóveis Lumimari Ltda., de Luiz Roberto Alves da Costa (Lu), Milton Masteguim (Mi), Mario César de Camago Filho (Ma) e Rino Malzoni (Ri).

Para o carro de corrida, inicialmente o objetivo era criar uma nova categoria de automobilismo com regulamento próprio.

Continua após a publicidade

Mas agora a Mesgaferre planeja montar sua própria equipe para competir em duas categorias já existentes: Força Livre e Endurance.

Ficha técnica

  • Motor: traseiro, transversal, 4 cilindros, 1.598 cm³, 16V, 120 cv e 15 mkgf.
  • Câmbio: manual de 5 marchas, tração traseira
  • Freio: discos ventilados e perdurados, nas quatro rodas
  • Suspensão: duplo A nos dois eixos
  • Chassi: tubularem aço
  • Carroceria: fibra de vidro
  • Dimensões: comp., 424 cm; largura, 179 cm; altura, 128 cm; entre-eixos, 2,47; peso, 570 kg (estimado)
  • Pneus: Pirelli P Zero 235/45 R18 (diant.), 245/45/R18 (tras.)
  • Desempenho: vel. máx., 205 km/h; tempo de volta em Interlagos (4.309m), 2min10s (dados de fábrica)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.