Clique e assine por apenas 8,90/mês

Encanto ou feitiço

Por Redação - 15 fev 2012, 12h15

Por Péricles Malheiros

44 863 km

Marcadores de nível de combustível costumam não ser muito precisos, mas o do J3 tem incomodado pelo funcionamento irregular. “Ao reabastecer,  o ponteiro demora a subir. Depois, com o uso, custa a descer”, diz o colaborador Rodrigo Guerra. De acordo com uma fonte ligada à fábrica, a situação se agrava quando o reabastecimento é feito com a chave na ignição. “Quando parar no posto, é preciso retirar a chave do contato. Caso contrário, o ponteiro ficará mostrando o nível que estava antes do reabastecimento”, diz.

A título de experiência, fizemos exatamente o que nosso informante sugeriu para não fazer e, de fato, a boia encantou. Como constatamos o problema após a revisão dos 40 000 km, pediremos uma verificação na dos 50 000 km.

Continua após a publicidade

A revisão dos 40 000 km, aliás, foi a mais “pesada” até agora. Além dos 4 litros de óleo do motor, a JAC Brooklin substituiu também os fluidos de câmbio, freio e direção e do sistema de arrefecimento. Trocaram ainda os filtros de óleo e de combustível e as mangueiras flexíveis dos freios. Todos esses itens estão previstos no plano de manutenção da JAC, que por meio de sua assessoria de imprensa disse: “As mangueiras são substituídas a cada 40 000 km de maneira preventiva, para evitar risco de contaminação do fluido e de ruptura da própria mangueira”.

Apesar de ter uma parada programada a cada 5 000 km, o J3 não costuma passar muito tempo fora de casa. O sistema de agendamento prévio das revisões e trocas de óleo funciona bem: dessa vez, retiramos o carro apenas 7 horas depois de tê-lo deixado na autorizada. A revisão custou 360 reais. Pelo alinhamento e balanceamento, cobraram outros 75 reais. O rodízio, apesar de solicitado, não foi feito: “Mantive as rodas na mesma posição para equalizar o desgaste dos pneus”, disse o consultor na entrega do carro.

Consumo

No mês (13% na cidade): Gasolina – 12,9 km/l
Desde maio/11 (25,5% na cidade): Gasolina – 12,2 km/l

Encantado, o marcador do combustível para na metade do caminho mesmo com o tanque cheio(esq.) | As palhetas flat blade sofreram para dar conta de um temporal numa viagem até Limeira (SP) (dir.)

Continua após a publicidade
Publicidade