Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Case Steiger 620: dirigimos o maior e mais potente trator do Brasil

Fomos ao interior da Bahia conhecer o Case Steiger 620. Mesmo que custe mais de R$ 4 milhões, seu segredo é a redução de custos

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 9 ago 2022, 17h36 - Publicado em 21 jul 2022, 17h00

Motor seis cilindros biturbo com até 691 cv, tração 4×4 e preço que pode superar os R$ 4 milhões. Estas credenciais poderiam se confundir de algum SUV esportivo de luxo, mas são do Case Steiger 620, o maior e mais potente trator à venda no Brasil.

Seus 7,61 m de comprimento 4,41 de largura não são nada em uma área de 10.000 hectares (12.100 campos de futebol ou 100 km², mais que os limites territoriais de alguns países). Pois esse é o tamanho da área em que a Fazenda Diamantina, em São Desidério (BA), pretende plantar soja para a próxima safra. É paratrabalhar em lugares como esse que existem tratores como o Steiger.

Case Steiger 620 brasil
Com tanta potência, o Steiger precisa de oito pneus para ter tração! Fernando Pires/Quatro Rodas

Pode ser difícil entender a lógica, mas o uso de um equipamento tão grande, potente e caro reduz o custo da operação. É preciso encaixar os períodos de plantio ou colheita dentro de uma janela climática (quando há chuva, estiagem ou umidade favoráveis ao tipo de safra),que varia entre 12 e 20 dias, para alcançar a produtividade máxima.

Case Steiger 620 brasil
Com tanta potência, o Steiger precisa de oito pneus para ter tração! Fernando Pires/Quatro Rodas

O Steiger 620 ajuda nessa guerra contra o tempo por ter capacidade para arrastar os maiores implementos do mundo, como plantadeiras de 61 linhas. Assim, faz o mesmo trabalho de três tratores médios em menos tempo e com consumo de combustível até 30% menor. A conta fecha.

Case Steiger 620 brasil
Em vez de caixa de direção, o Steiger tem sistema hidráulico que o articula para mudar de direção. A tração é 4×4 integral Fernando Pires/Quatro Rodas

Mas uma máquina tão grande e forte envolve desafios de engenharia comuns ao desenvolvimento de supercarros. Um deles é conseguir entregar toda a força nas rodas, algo limitado em tratores convencionais. A exigência de tração é tamanha que obriga o Steiger a ter uma articulação hidráulica central (que é o seu sistema de direção) e rodas de mesmo diâmetro (neste caso, 38 polegadas) para viabilizar a tração integral.

Case Steiger 620 brasil
Fernando Pires/Quatro Rodas

Como em esportivos, também é fundamental alcançar a distribuição de peso mais próxima possível de 50/50 entre os eixos. Não é para melhorar a dinâmica, mas para garantir que as rodas não patinem quando o trator estiver arrastando um implemento. É a mesma justificativa para o uso dos pneus duplos. Por sinal, cada par custa R$ 60.000.

Case Steiger 620 brasil
Lastros dianteiros somam, juntos, quase uma tonelada Fernando Pires/Quatro Rodas

O que é oposto à lógica dos automóveis é a necessidade de peso para alcançar o desempenho máximo. Mais do que os 21.839 kg de um Steiger 620 sem os mais 8.000 kg de lastro necessários para chegar ao peso máximo de operação, de 30.000 kg.

Case Steiger 620 brasil
Cada par de pneus custa R$ 60.000 Fernando Pires/Quatro Rodas

Os blocos pretos na dianteira, que mais parecem para-choques, são lastros metálicos, assim como outros colocados na traseira. Ainda é possível colocar discos metálicos com mais de 1 tonelada em cada roda. Na Fazenda Diamantina, porém, costumam encher os pneus internos com água: mais de 1.000 litros em cada.

Case Steiger 620 brasil
Capota dianteira protege o enorme motor biturbo a diesel Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

O motor também tem suas particularidades. O chamado Cursor 13 é um seis cilindros de 12,9 litros que, em vez de apenas um turbo, tem dois: um para baixas rotações e outro para altas, para entregar os 300 kgfm a partir das 1.400 rpm.

Case Steiger 620 brasil
Cabine tem suspensão independente e 4,8 m² Fernando Pires/Quatro Rodas

Há três níveis de potência: 629 cv nominal, 669 cv como potência máxima e pico de 691 cv como overboost, quando o gerenciamento do motor interpreta a necessidade de força extra. O câmbio é automatizado, com duas marchas à frente e duas à ré.

Case Steiger 620 brasil
Alavanca à esquerda comanda a marcha Fernando Pires/Quatro Rodas

Se você pensa que dirigir uma máquina dessa é difícil, está enganado. Basta se entender com os quatro pedais (o quarto é para ajuste da coluna de direção) e com a alavanca de marcha à esquerda para colocar os Steiger em movimento.

Case Steiger 620 brasil
Joystick comanda a potência, a marcha, o piloto automático e outras quatro funções programáveis, além do implemento Fernando Pires/Quatro Rodas

A aceleração e troca de marchas pode ser feita pelo joystick no console à direita, observando, no quadro de instrumentos fixado na coluna, a velocidade aumentando nas casas decimais.

Case Steiger 620 brasil
Quadro de instrumentos é uma tela fixada na coluna Fernando Pires/Quatro Rodas

A direção é levíssima e não transmite qualquer sensação. Para andar reto é mais fácil ativar o piloto automático com o sistema de georeferenciamento AFS Connect: a tela no console mostra uma vista aérea com linhas imáginárias que o trator segue sozinho.

Case Steiger 620 brasil
Tela touchscreen comanda tudo no Steiger e pode ser monitorada remotamente Fernando Pires/Quatro Rodas

O posto de comando gira em 45° junto com o console para que o operador possa observar o trabalho do implemento enquanto observa consumo e potência em uso na tela.

Case Steiger 620 brasil
Central de monitoramento da concessionária Case Maxum, em Luís Eduardo Magalhães (BA) Fernando Pires/Quatro Rodas

Na verdade, essas informações também podem ser monitoradas em tempo real da sede da fazenda ou da concessionária mais próxima, desde que haja sinal de internet (o que não é tão incomum assim).

Case Steiger 620 brasil
Gráfico mostra o trabalho dos tratores, o consumo e o tipo da plantação Fernando Pires/Quatro Rodas

De uma cabine de 4,8 m² com suspensão independente, 20 saídas de ar-condicionado, cortinas e rádio com Bluetooth o trabalho no campo pode ser bem mais leve e agradável.

Galeria de fotos – Trator Case Steiger 620

Ficha Técnica – Case Steiger 620

Preço: R$ 4.000.000
Motor: dianteiro 12.9 diesel, dianteiro, lon, 4 cilindros em linha; injeção direta, 629/691 cv, 300 kgfm a 1.400 rpm Câmbio: automatizado, 16 marchas, 2 à ré, tração 4×4 integral
Direção: hidráulica por articulação Freios: pneumáticos nos eixos
Pneus: 800/70 R38
Dimensões: comprimento, 761,5 cm; largura, 441,9 cm; altura, 411,3 cm; entre-eixos, 320 cm; tanque, 1.722 l; tanque de Arla 32, 250 l; peso, 21.839 kg; peso máximo, 29.937 kg

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês