Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Um dos helicópteros mais vendidos do mundo terá versão sem pilotos

R550X é baseado no Robinson R44 e será útil para voos em condições perigosas, sem risco de perdas humanas

Por Julio Cabral
Atualizado em 6 Maio 2024, 17h12 - Publicado em 13 dez 2023, 16h16

A empresa Rotor Technologies anunciou que começou a produção do R550X, um helicóptero autônomo que, portanto, dispensa pilotos na sua operação. Com previsão de início de operações comerciais em 2024, o modelo é baseado no Robinson R44, um dos mais populares no Brasil e o mais vendido globalmente.

Segundo a empresa, o R550X é o maior helicóptero autônomo no mundo. No entanto, não será usado para o transporte de passageiros, pelo menos em uma primeira fase. 

Inicialmente, o objetivo do R550X é substituir pequenos aviões no trabalho de pulverização de plantações. É justamente esse objetivo que acelerou os processos de fabricação e de entrada em serviço. Outra aplicação prevista é cumprir missões mais arriscadas, exemplo do combate a incêndios, um tipo de operação que é considerada uma das mais perigosas no mundo da aviação.

Baseada na versão Raven II, a mais avançada do Robinson R44, a aeronave é capaz de levar 550 kg, tem autonomia de voo de até três horas e pode alcançar os 250 km/h — a velocidade de cruzeiro é de 201 km/h. Em operações tradicionais, haveria espaço para quatro pessoas, sendo um ou dois pilotos. 

Operações do R550X vão incluir pulverização de plantações e combate a incêndios
Operações do R550X vão incluir pulverização de plantações e combate a incêndios (Rotor Technologies/Divulgação)

Ao contrário do R66, versão maior capaz de levar seis pessoas, o R44 não conta com motor a turbina. Seu propulsor é um Lycoming IO-540, seis cilindros boxer, como em um Porsche 911, e alimentado por combustível de aviação normal. A potência máxima fica próxima dos 250 cv mas, de acordo com a empresa, uma opção autônoma do R66 está nos planos, além de uma configuração movida a combustível sustentável de aviação.

A Rotor Technologies afirma que os sensores e o controle digital de voo do R550X permitem que ele opere em variados ambientes, incluindo aí operações noturnas e de baixa visibilidade, evitando acidentes comuns em outros helicópteros (por exemplo, colisões contra o terreno ou entrada em zonas meteorológicas perigosas). 

São seis links de comunicação com os sistemas de operação Cloudpilot, um conjunto que utiliza tecnologias como rede LTE, celular, rádio e satélite. Caso todos eles fiquem fora do ar, o R550X pode performar ações pré-determinadas, o que inclui retornar à base de operações.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.