Clique e assine por apenas 8,90/mês

Stinger: a surpresa da Kia tem tração traseira e motor V6 biturbo

Modelo é a resposta coreana aos alemães Audi A5, BMW Série 4 Grand Coupé e Mercedes-Benz CLS

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 9 jan 2017, 15h07 - Publicado em 9 jan 2017, 14h50
Kia Stinger teve seu acerto dinâmico desenvolvido em Nürburgring
Kia Stinger teve seu acerto dinâmico desenvolvido em Nürburgring

Fazia anos que a Kia não escondia o desejo de ter um cupê de quatro portas para concorrer com os alemães Audi A5 e BMW Série 4 Gran Coupe. O resultado dos esforços da fabricante sul-coreana é o Kia Stinger, um belo gran turismo com motor V6 biturbo, tração traseira e que faz 0 a 100 km/h de 5,1 segundos.

Este tempo bastante interessante é da versão mais potente, com o V6 3.3 biturbo de 370 cv e 50,4 mkgf emprestado pelo Genesis G90. Ainda há um motor menor, o 2.0 turbo de 258 cv e 35,9 mkgf. O câmbio é sempre o automático de oito marchas já em uso no Quoris.

Motor V6 3.3 Biturbo gera 370 cv
Motor V6 3.3 biturbo gera 370 cv e 50,4 mkgf Divulgação

Os carros com tração traseira têm diferencial mecânico de deslizamento limitado. Há também opção de tração integral com sistema de vetorização do torque para os dois motores. A vantagem está em monitorar continuamente as condições da estrada e a pressão no acelerador, enquanto usa os freios para manter a rotação correta em cada roda.

Lanternas traseiras são interiças e avançam pela lateral
Lanternas traseiras são interiças e avançam pela lateral

A propósito, a versão V6 tem sistema de freios Brembo por trás das rodas aro 19″, que combinam com as quatro saídas de escape do modelo. Não foi à toa que todo o seu desenvolvimento foi feito no lendário circuito de Nürburgring, na Alemanha. 

Tração pode ser apesar na traseira ou integral
Tração pode ser apesar na traseira ou integral

O design também joga a favor do Kia Stinger. As linhas são mais agressivas que as do conceito GT, de 2011, com grade mais estreita, grandes tomadas de ar no para-choque e no capô. O teto tem queda suave, acompanhada por um friso cromado. Na traseira, as lanternas inteiriças se escondem sob o spoiler e têm uma parte estreita que avançam a lateral. 

Estilo luxuoso é de cupê de quatro portas
Estilo luxuoso é de cupê de quatro portas

Posicionado acima do Cadenza, o Stinger tem dimensões generosas: são 4,83 m de comprimento, 1,87 m de largura e 2,91 m de entre-eixos. O espaço interno aparenta ser bom, com o painel voltado para o motorista, até mesmo a tela da central multimídia – que segue a moda e está no topo do painel.

Painel é curvado para o motorista
Largura do console central indica que espaço interno é bem generoso Divulgação

O quadro de instrumentos combina mostradores analógicos e digitais. Para aumentar a sensação de esportividade, há uma tela TFT colorida mostrando tempos de volta e força G em curvas. Entre os equipamentos, destaque para a suspensão ajustável eletronicamente com cinco modos de condução e para o sistema de som Harman Kardon com 15 alto-falantes e sub-woofer sob o banco do motorista.

As vendas do Kia Stinger terão início no final deste ano nos Estados Unidos, chegando à Europa logo em seguida.

Continua após a publicidade
Publicidade