Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Retrospectiva: os 10 carros mais econômicos testados em 2019

Listamos os veículos com menores médias de consumo de combustível testados pela QUATRO RODAS ao longo deste ano

Por Guilherme Silva Atualizado em 24 dez 2019, 08h00 - Publicado em 24 dez 2019, 07h00
Divulgação/Volkswagen

É muito provável que, antes de ler toda a avaliação de um carro, o leitor procure saber como ele se saiu em nossos testes instrumentados de consumo de combustível.

Por isso, reunimos os modelos mais econômicos durante o ano. Vale lembrar que a lista considera apenas os resultados auferidos ao longo de 2019. Confira:

10º – Toyota RAV4 – 12,5 km/l

A nova geração do SUV, vendida no Brasil apenas em versão híbrida, entrou para o ranking de 2019 por priorizar o motor elétrico no uso urbano, deixando a propulsor a gasolina para situações específicas, como a recarga das baterias.

9º – Mercedes-Benz GLC 220d Enduro, Chevrolet Onix Plus Premier, VW Virtus Highline 200 TSI (Longa Duração) – 12,8 km/l

Reestilizado na linha 2020, o SUV médio da Mercedes-Benz aposta na eficiência do motor 2.0 turbodiesel de 194 cv para atender os clientes que buscam maior autonomia.

Já o Volkswagen Virtus da frota de Longa Duração atingiu essa média de consumo, com gasolina, logo após completar os 60 mil km previstos pelo teste.

O resultado foi idêntico ao do novo Chevrolet Onix Plus, também equipado com motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis velocidades.

8º – Renault Kwid Outsider 1.0 – 13 km/l

Ainda que pouco, os apliques plásticos da versão influenciaram negativamente no consumo de gasolina na cidade.

O Kwid Outsider sentiu o peso da fantasia aventureira, mas mesmo assim se garantiu entre os carros mais econômicos de 2019.

7º – Hyundai HB20 Diamond 1.0 turbo AT – 13,2 km/l

Diferentemente do que muita gente poderia imaginar, o HB20 teve consumo ligeiramente superior ao do irmão sedã.

De qualquer forma, a média urbana do novo motor 1.0 turbo pode ser considerada boa para um carro com câmbio automático.

Continua após a publicidade

6º – Hyundai HB20S Diamond 1.0 turbo AT – 13,6 km/l

Possivelmente ajudado pela aerodinâmica mais favorável, o HB20S bebeu menos gasolina que a versão hatch nas medições de consumo na cidade, mesmo pesando cerca de 20 kg a mais.

5º – Renault Kwid Intense 1.0 (Longa Duração) – 13,9 km/l

Renault Kwid

Pouco antes de passar pelo desmonte, o Kwid chegou ao final do Longa Duração com o consumo um pouco superior ao do teste feito há um ano.

O compacto já havia figurado no ranking de carros mais econômicos de 2018, com média urbana de 14,6 km/l com gasolina.

4º – Toyota Corolla Altis Hybrid 1.8 – 20 km/l

Primeiro carro híbrido flex do mundo, o novo Corolla fez bonito na prova de consumo urbano. O sedã fez 20 km/l com a carga da bateria, que alimenta o propulsor elétrico, totalmente carregada.

3º – Lexus UX 250h e ES 300h – 22,7 km/l

Divulgação/Lexus

A dupla da marca de luxo japonesa atingiu a mesma média de consumo urbano apesar das diferenças de tamanho e motorização.

Ambos combinam um propulsor elétrico a um motor a combustão de quatro cilindros (2.0 no SUV e 2.5 litros no caso do sedã).

2º – Toyota Prius 1.8 (Longa Duração) – 26,3 km/l

Fernando Pires/Foto/Quatro Rodas

Vencedor do ranking de 2018, com média de 24,9 km/l, o primeiro híbrido da frota de Longa Duração terminou a jornada dos 60 mil km com rendimento superior ao do ano passado.

1º – Volkswagen Golf GTE 1.4 TSI – 41 km/l

Faróis de leds têm facho alto automático Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas

A versão híbrida plug-in do Golf inaugura a fase de veículos eletrificados da Volkswagen no Brasil fazendo bonito nos testes de consumo urbano.

Combinando o conhecido 1.4 TSI a gasolina a um motor elétrico, o hatch atingiu uma média expressiva até mesmo entre os carros híbridos.

Continua após a publicidade

Publicidade