Clique e assine por apenas 5,90/mês

Retrospectiva: os 10 carros mais econômicos testados em 2019

Listamos os veículos com menores médias de consumo de combustível testados pela QUATRO RODAS ao longo deste ano

Por Guilherme Silva - Atualizado em 24 dez 2019, 08h00 - Publicado em 24 dez 2019, 07h00
Divulgação/Volkswagen

É muito provável que, antes de ler toda a avaliação de um carro, o leitor procure saber como ele se saiu em nossos testes instrumentados de consumo de combustível.

Por isso, reunimos os modelos mais econômicos durante o ano. Vale lembrar que a lista considera apenas os resultados auferidos ao longo de 2019. Confira:

10º – Toyota RAV4 – 12,5 km/l

A nova geração do SUV, vendida no Brasil apenas em versão híbrida, entrou para o ranking de 2019 por priorizar o motor elétrico no uso urbano, deixando a propulsor a gasolina para situações específicas, como a recarga das baterias.

9º – Mercedes-Benz GLC 220d Enduro, Chevrolet Onix Plus Premier, VW Virtus Highline 200 TSI (Longa Duração) – 12,8 km/l

Reestilizado na linha 2020, o SUV médio da Mercedes-Benz aposta na eficiência do motor 2.0 turbodiesel de 194 cv para atender os clientes que buscam maior autonomia.

Já o Volkswagen Virtus da frota de Longa Duração atingiu essa média de consumo, com gasolina, logo após completar os 60 mil km previstos pelo teste.

O resultado foi idêntico ao do novo Chevrolet Onix Plus, também equipado com motor 1.0 turbo e câmbio automático de seis velocidades.

8º – Renault Kwid Outsider 1.0 – 13 km/l

Ainda que pouco, os apliques plásticos da versão influenciaram negativamente no consumo de gasolina na cidade.

O Kwid Outsider sentiu o peso da fantasia aventureira, mas mesmo assim se garantiu entre os carros mais econômicos de 2019.

7º – Hyundai HB20 Diamond 1.0 turbo AT – 13,2 km/l

Diferentemente do que muita gente poderia imaginar, o HB20 teve consumo ligeiramente superior ao do irmão sedã.

Continua após a publicidade

De qualquer forma, a média urbana do novo motor 1.0 turbo pode ser considerada boa para um carro com câmbio automático.

6º – Hyundai HB20S Diamond 1.0 turbo AT – 13,6 km/l

Possivelmente ajudado pela aerodinâmica mais favorável, o HB20S bebeu menos gasolina que a versão hatch nas medições de consumo na cidade, mesmo pesando cerca de 20 kg a mais.

5º – Renault Kwid Intense 1.0 (Longa Duração) – 13,9 km/l

Renault Kwid

Pouco antes de passar pelo desmonte, o Kwid chegou ao final do Longa Duração com o consumo um pouco superior ao do teste feito há um ano.

O compacto já havia figurado no ranking de carros mais econômicos de 2018, com média urbana de 14,6 km/l com gasolina.

4º – Toyota Corolla Altis Hybrid 1.8 – 20 km/l

Primeiro carro híbrido flex do mundo, o novo Corolla fez bonito na prova de consumo urbano. O sedã fez 20 km/l com a carga da bateria, que alimenta o propulsor elétrico, totalmente carregada.

3º – Lexus UX 250h e ES 300h – 22,7 km/l

Divulgação/Lexus

A dupla da marca de luxo japonesa atingiu a mesma média de consumo urbano apesar das diferenças de tamanho e motorização.

Ambos combinam um propulsor elétrico a um motor a combustão de quatro cilindros (2.0 no SUV e 2.5 litros no caso do sedã).

2º – Toyota Prius 1.8 (Longa Duração) – 26,3 km/l

Fernando Pires/Foto/Quatro Rodas

Vencedor do ranking de 2018, com média de 24,9 km/l, o primeiro híbrido da frota de Longa Duração terminou a jornada dos 60 mil km com rendimento superior ao do ano passado.

1º – Volkswagen Golf GTE 1.4 TSI – 41 km/l

Faróis de leds têm facho alto automático Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas

A versão híbrida plug-in do Golf inaugura a fase de veículos eletrificados da Volkswagen no Brasil fazendo bonito nos testes de consumo urbano.

Combinando o conhecido 1.4 TSI a gasolina a um motor elétrico, o hatch atingiu uma média expressiva até mesmo entre os carros híbridos.

Continua após a publicidade
Publicidade