Clique e assine por apenas 8,90/mês

Primeiro protótipo do Ford GT vai a leilão nos EUA

Superesportivo tem assinatura de Carroll Shelby, tampa do motor de fibra de carbono e componentes para testes acoplados na carroceria

Por Diego Dias - 28 dez 2016, 19h20
Ford GT em posição 3x4 de frente
Desenho do Ford GT mantém desenho atemporal como poucos Reprodução/Internet

A inspiração no GT40 fez com que o design moderno/retrô do Ford GT o consagrasse como um dos superesportivos mais icônicos já feitos. Quem tiver uma conta bancária bem gorda poderá arrematar o primeiro protótipo produzido do modelo (chamado de CP-1) em um leilão nos Estados Unidos.

Ford GT de perfil
Primeiro protótipo do Ford GT é batizado de CP-1 Reprodução/Internet

Esse exemplar não é um Ford GT qualquer, pois ele tem algumas particularidades, como a tampa traseira feita de fibra de carbono que cobre o motor. Os Ford GT receberam uma tampa de alumínio posteriormente, já que a Ford percebeu que a produção da peça de fibra de carbono se tornaria inviável em alta escala.

motor do Ford GT
Motor é um V8 5,4 litros supercharged de 507 cv (e também vem assinado) Reprodução/Internet
Capô doFord GT
Assinaturas do capô são da equipe responsável pelo desenvolvimento do GT Reprodução/Internet

Outro detalhe interessante do superesportivo são as 13 assinaturas de membros da equipe responsável pelo desenvolvimento do GT. A maioria delas se encontra no capô, sendo que a assinatura no para-choque traseiro é de Carroll Shelby. No interior há acabamento de alumínio no console central e nos anéis dos bancos — com alguns ausentes.

Para-choque do Ford GT
Para-choque traz assinatura de Carroll Shelby Reprodução/Internet
Cabine do Ford GT
Interior tem acabamento em alumínio, mas alguns anéis dos bancos faltam Reprodução/Internet

Ele é o primeiro protótipo (dos três produzidos), vindo equipado com um motor V8 5,4 litros dotado de compressor e 507 cv em plena forma, além de contar com o interior completo. Curiosamente, o superesportivo não ultrapassa os 5 mph (8 km/h) por conta de um limitador de velocidade instalado pelos engenheiros da marca, alegando que o protótipo era destinado apenas para exibições. Para o milionário que não fizer questão de acelerar, será uma joia na sala de estar.

Continua após a publicidade
Roda do Ford GT
Modelo conta com equipamentos de teste funcionais Reprodução/Internet

Por se tratar de uma unidade pré-série, o carro era testado pela engenharia da Ford à época e traz componentes de testes funcionais, como dispositivo para testes de emissões, válvulas de liberação rápida para o tanque de combustível, conexões e equipamentos de monitoramento.

Ford GT na posição 3x4 de traseira
Ford GT Reprodução/Internet

O leilão será realizado pela Russo and Steele entre os dias 18 e 22 de janeiro, em Scottsdale, no Arizona. No ano passado, a mesma casa de leilões vendeu o segundo protótipo de um Ford GT por US$ 836.000 (R$ 2,7 milhões numa conversão direta), levando a crer que o protótipo número um irá superar essas cifras.

Publicidade