Porsche lidera ranking de qualidade de 2013 divulgado pela J.D. Power

Fabricante alemã superou a Lexus, líder da pesquisa de 2012

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

A empresa de consultoria J.D. Power divulgou o ranking de qualidade inicial de 2013 dos veículos vendidos nos Estados Unidos, liderado pela Porsche. A fabricante alemã superou a Lexus, líder do ranking de 2012 e que caiu para terceiro lugar com a surpreendente segunda colocação da GMC.

O estudo, já em seu 27º ano, analisa 100 veículos de cada marca durante os primeiros 90 dias após a saída da concessionária, com o objetivo de detectar falhas de produção e problemas técnicos enfrentados pelos seus compradores. As pontuações mais baixas indicam um resultado melhor. A média da indústria norte-americana neste ano foi de 113 problemas por 100 veículos (PP100).

A Porsche, em primeiro lugar entre as marcas incluídas no estudo de 2013, apresentou uma média de apenas 80 PP100. A GMC ficou em segundo lugar com 90 PP100 e a Lexus ficou em terceiro lugar com 94 PP100.

O segundo lugar da GMC, que figurou na parte de cima do ranking pela primeira vez na história do estudo, não foi a única surpresa deste ano. A Scion, marca da Toyota, ficou em último, com média de 161 PP100.

Quanto aos resultados individuais de veículos, os proprietários do modelo Lexus LS ainda experimentam a menor quantidade de problemas, com o sedã de luxo com média de apenas 59 PP100. O pior veículo classificado foi o Ford C-Max, que recebeu uma pontuação PP100 de 222.

Veja os melhores resultados individuais de veículos!

Vale lembrar que o estudo sofreu modificações neste ano, de modo que ambos os defeitos relacionados ao design (principalmente recursos de tecnologia) e fabricação foram contados. Por exemplo, um problema relacionado ao design pode significar que um componente está funcionando como projetado, mas os proprietários considerem como sendo um problema, pois pode ser difícil de compreender ou operar.

No final, quase dois terços dos problemas vividos nos primeiros 90 dias após a compra foram relacionados ao design do veículo, em oposição aos componentes que funcionaram mal. Culpados comuns foram o reconhecimento de voz ou a tecnologia “hands free”, o sistema Bluetooth para telefones celulares e também os sistemas de navegação. Infelizmente, na maioria dos casos, os reparos não são possíveis.

De acordo com os pesquisadores da J.D. Power, alguns destes problemas podem ser suavizados no ato da compra, com o vendedor explicando como usar a tecnologia, e outros podem ser remediados com mudanças de software. No entanto, as funções que são difíceis de operar para proprietários, difíceis de compreender, ou inconvenientemente localizadas no veículo permanecerão provavelmente um problema durante a vida útil do veículo.

Veja o ranking de qualidade completo divulgado pela J.D. Power!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s