Clique e assine com até 75% de desconto

Para cada três Chevrolet Onix Plus, há dois Prisma/Joy sendo vendidos

Levantamento da consultoria Jato mostra que nova geração do sedã é boa de loja, mas velho Prisma ainda demonstra boa lenha para queimar

Por Redação 12 dez 2019, 20h08
Chevrolet Joy Plus 2020 Divulgação/Chevrolet

Não houve troca de geração, incêndio ou recall que tenha feito a família do Chevrolet Onix perder fôlego nas vendas. Se o hatch começou a ser faturado há pouco tempo, o sedã Plus foi o quarto carro mais vendido no Brasil em novembro.

Mas qual a proporção de emplacamentos entre o Onix Plus e seu antecessor, Prisma, contabilizando o resíduo da linha 2019 e a linha 2020 do recém-renomeado Joy Plus?

Onix Plus mal chegou e já vende bem. E olha que só estão oferecendo o turbo… Fernando Pires e Fabio Gonzalez/Quatro Rodas

Dados obtidos junto à consultoria automotiva Jato apontam que, no momento, a proporção está muito próxima a 60:40.

No último mês, o Onix Plus sozinho foi responsável por 6.885 unidades comercializadas, ou 61,62% de um total de 11.172. Já o Prisma 2019 e o Joy Plus 2020 somaram 4.827 exemplares, ou 38,37%.

Tem até prisma Joy à venda no mercado de 0km Divulgação/Chevrolet

E olha que o Onix Plus ainda está limitado às configurações automática e manual equipadas com motor 1.0 turbo de 116 cv. A tendência é que as vendas ganhem ainda mais corpo com a chegada das versões 1.0 naturalmente aspiradas.

  • Sobre o antigo Prisma, os estoques permitiram à Chevrolet emplacar 2.744 exemplares do ano-modelo 2019, sendo 1.086 da antiga linha Joy (pré-facelift). As demais foram das versões LT, LTZ e Advantage com propulsor 1.4.

    Já o recém-criado Joy Plus registrou 1.543 vendas em novembro.

    Continua após a publicidade
    Publicidade