Clique e assine por apenas 5,90/mês

Obrigatoriedade do controle de estabilidade será decidida até o fim do ano

Fixação de prazo para se adaptar a nova regra é maior entrave entre indústria e Denatran

Por Anaís Motta - Atualizado em 9 nov 2016, 14h45 - Publicado em 18 nov 2015, 19h03
seguranca

Na última terça-feira (17), durante o lançamento da campanha “Stop The Crash”, da Global NCAP, o Ministro das Cidades Gilberto Kassab confirmou que a obrigatoriedade do controle de estabilidade (ESC) em veículos de passeio está em fase final de discussão e a decisão final será tomada até o fim deste ano. Segundo o político, a medida tem baixo custo de implantação e tem sido adotada no mundo todo com bons reflexos em segurança.

A proposta foi criada em agosto de 2014 e, desde então, só passou pela Câmara Temática de Assuntos Veiculares. Hoje, o maior impasse da discussão tem relação com o prazo de sete anos pedido pela indústria para se adaptar a nova regulamentação. Para o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), três anos seriam suficientes para adequar os novos projetos e cinco para modificar os já existentes.

No evento, Kassab também afirmou que um estudo para a implantação do sistema de frenagem autônoma em veículos fabricados no Brasil será iniciado em breve. “Há alguns anos, os resultados dos testes apontavam condições bastante precárias de segurança dos veículos”, lembrou. “Entretanto, tem se verificado que a mudança de legislação aliada às iniciativas do setor privado tornam cada vez mais seguros os automóveis vendidos no país”.

LEIA TAMBÉM:– Mais notícias sobre segurança publicadas pela QUATRO RODAS

Continua após a publicidade
Publicidade