Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Novo Ford Focus

Com o primeiro motor flex com injeção direta do mundo, sedã estreia por R$ 69.990; hatch parte de R$ 60.990

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 01h05 - Publicado em 26 set 2013, 20h53
lancamentos

Se fossemos definir o Ford Focus com um adjetivo, “injustiçado” seria a escolha mais adequada. Lançado em 2001, o modelo sempre teve boa dirigibilidade, com suspensão bem calibrada para as péssimas ruas brasileiras e conforto para os passageiros. Generoso, também oferecia uma boa oferta de equipamentos de série. Mas nenhum destes predicados bastou para fazer o modelo cair nas graças do consumidor brasileiro.

A terceira geração do modelo tentará reverter a pecha de eterna promessa atribuída ao carro. Mais moderno, o Focus será oferecido nas versões hatchback e sedã, – este segundo somente com motorização de 2-litros. É justamente este o grande chamariz do modelo: batizado de Duratec Direct Flex, ele é o primeiro motor flexível do mundo equipado com injeção direta de combustível. Sem tanquinho de partida a frio e cheio de tecnologia, o conjunto tem duplo comando variável independente de válvulas, coletor de admissão de alto fluxo, bloco, cabeçote e cárter de alumínio e alta taxa de compressão. A miscelânea resulta em 178 cv com etanol e 175 cv quando abastecido com gasolina, sempre a 6.500 rpm. O torque máximo é de até 22,5 mkgf com etanol no tanque.

novo-ford-focus.jpeg

O consumo de combustível melhorou até 15,8% frente a seu antecessor. Segundo a Ford, o modelo faz 6,6 km/l e 8,6 km/l com etanol e 9,6 e 12,6 km/l se abastecido com gasolina. A transmissão automática Powershift de seis marchas tem dupla embreagem, mas peca pelas trocas de marcha sequenciais, realizadas por um botão na manopla.

No que diz respeito a design, o Focus Sedan está bem mais esportivo – foi ele o primeiro modelo apresentado; o hatch vem depois. O teto tem uma suave curvatura em direção à traseira e as lanternas invadem uma parte dos para-lamas. Já a frente ainda não traz a nova identidade visual da Ford, com a grade filetada no melhor estilo Aston Martin – a reestilização estreará em breve na Europa, mas ainda deve demorar a chegar aqui. No caso do hatch, saem de cena as antigas lanternas elevadas, entram peças em formato parecido com um bumerangue. A cabine agrupa todos os comandos no console central, com sistema multimídia Sync com entrada USB e comandos de voz, mas sem tela touchscreen nas versões de entrada – a Ford optou por uma tela menor de LCD, mais convencional e menos vistosa.

O conteúdo das versões é o mesmo nas duas carrocerias. A versão de entrada é a S 2.0. Entre os itens de série, traz airbag duplo frontal e laterais, freios ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem), controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas e monitoramento da pressão dos pneus. Em seguida vem a SE, que agrega airbags laterais frontais, bancos revestidos em couro, sensor de estacionamento traseiro e piloto automático. Faltam alguns itens oferecidos na concorrência, vendidos à parte no pacote PLUS, composto por seis airbags (frontais, laterais e de cortina), chave presencial (liga o motor e destrava as portas), sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor fotocrômico, retrovisores com rebatimento elétrico e ar-condicionado digital.

Somente na versão topo-de-linha Titanium é que o Focus oferece a tela touchscreen de oito polegadas, com outra tela de 4,2 polegadas configurável no painel de instrumentos e sistema de som premium da Sony com nove alto-falantes. Os itens do pacote PLUS da SE mais a câmera de ré são oferecidos nesta configuração. A lista de opcionais da Titanium tem faróis bi-xenon com luzes diurnas de LED, teto solar, sensor de estacionamento dianteiro, estacionamento automático e banco do motorista com ajuste elétrico e seis memórias.

A lista de preços do novo Focus Sedan começa em 69.990 reais na versão S. A intermediária SE (que deve ser a preferida do consumidor, segundo a Ford) sai por 74.990 reais sem opcionais e 77.990 reais com o pacote PLUS. Já a Titanium começa em 81.990 reais, podendo chegar a 89.990 reais.

seguranca

No caso do hatch, a principal diferença frente ao sedã está debaixo do capô: as versões S e SE são vendidas com o motor Sigma 1.6 do New Fiesta, equipado com duplo comando variável de válvulas. São 135 cv com etanol e 131 cv com gasolina e torque máximo de até 17,2 mkgf se o combustível for etanol. A opção mais barata é a 1.6 S, oferecida por 60.990 reais com câmbio manual, airbag duplo, freios ABS, rodas de liga leve de 16 polegadas e sistema SYNC. Em seguida vem a 1.6 SE, vendida por 63.990 reais – se o cliente quiser a transmissão automatizada de dupla embreagem PowerShift, o valor sobe para 69.990 reais. A versão SE com o motor 2.0 Duratec Direct Flex de até 178 cv sai por 72.990 reais e a versão mais requintada, a Titanium 2.0, custa 79.990 reais sem opcionais.

Continua após a publicidade

Veja todos os preços da linha Focus:

Focus Hatch 1.6 S – R$ 60.990

Focus Hatch 1.6 SE – R$ 63.990

Focus Hatch 1.6 SE PowerShift: R$ 69.990

Focus Hatch 2.0 SE PowerShift: R$ 72.990

Focus Hatch 2.0 Titanium PowerShift: R$ 87.990

Focus Sedan 2.0 S Powershift – R$ 69.990

Focus Sedan 2.0 SE Powershift – R$ 74.990

Focus Sedan 2.0 Titanium Powershift: R$ 81.990

Focus Sedan 2.0 Titanium Powershift Plus: R$ 89.990

Continua após a publicidade

Publicidade