Novo Audi TT RS chega ao Brasil com desempenho de Ferrari

Motor 2.5 de cinco cilindros foi remapeado para chegar aos 400 cv - e vai de 0 a 100 km/h em 3,7 s

Cupê 2+2, 400 cv e tração integral: receita de sucesso para os entusiastas

Cupê 2+2, 400 cv e tração integral: receita de sucesso para os entusiastas (Divulgação/Audi)

Fãs de esportivos alemães ganharam mais uma alternativa para rechear a garagem. A Audi lançou nesta quinta (01) no Brasil o novo TT RS. O cupê superesportivo adota a plataforma modular e o trem de força do novo RS 3, mas custa quase R$ 100 mil a mais.

O TT RS tem preço sugerido de R$ 424.990, em versão única. Seu 2.5 de cinco cilindros gera 400 cv, moderados por um câmbio automatizado de dupla embreagem com sete marchas, com tração integral quattro.

O aerofólio traseiro fixo é uma marca do TT RS desde a primeira geração da versão superesportiva

O aerofólio traseiro fixo é uma marca do TT RS desde a primeira geração da versão superesportiva (Divulgação/Audi)

Nas versões com cores escuras, os apliques normalmente em prata fosco são pintados em preto brilhante

O conjunto leva o TT RS, segundo a fábrica, de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos – somente 0,2 segundo mais lento que a nova Ferrari Portofino V8, que deve chegar ao Brasil este ano custando R$ 2 milhões.

A velocidade máxima do cupê alemão é de 250 km/h, limitada eletronicamente.

O conceito de motor cinco-cilindros em linha é usado na Audi desde o icônico Ur quattro

O conceito de motor cinco-cilindros em linha é usado na Audi desde o icônico Ur quattro (Divulgação/Audi)

As rodas exclusivas de 19″ ajudam a refrigerar os enormes freios a disco ventilados e perfurados

As rodas exclusivas de 19″ ajudam a refrigerar os enormes freios a disco ventilados e perfurados (Audi/Divulgação)

O visual do mais forte dos TT tem como maior diferença o aerofólio traseiro fixo, além dos para-choques e rodas únicos. Os apliques em prata fosco (ou preto brilhante, dependendo da cor) característicos da linha RS ficam nas saias, retrovisores e suporte do spoiler traseiro.

Maior diferença no interior do RS está no volante exclusivo similar ao do R8

Maior diferença no interior do RS está no volante exclusivo similar ao do R8 (Divulgação/Audi)

Na cabine chama a atenção o volante similar ao usado no novo R8, com botão de partida e acionamento dos modos de condução embutidos no aro.

Costuras vermelhas, peças em plástico reforçado com fibra de carbono e couro Alcantara completam o pacote de acabamento.

Entre os equipamentos há faróis em LEDs, chave presencial, ar-condicionado digital de uma zona, sensor de estacionamento traseiro e frontal, rodas de 19″, suspensão ajustável e sistema de som premium Bang & Olufsen.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s