Clique e assine com até 75% de desconto

Novas imagens do Corolla 2017 revelam mudanças do interior

Prevista para chegar ao Brasil em 2017, a reestilização do sedã buscará manter a liderança frente aos novos Cruze e Civic

Por Guilherme Fontana Atualizado em 23 nov 2016, 21h10 - Publicado em 7 jun 2016, 14h47

novo corolla

Pouco mais de dois meses após ter suas primeiras imagens divulgadas, a reestilização do atual Corolla teve mais imagens divulgadas na web. Mais do que os novos ângulos, porém, é a revelação do interior reformulado do sedã que se destaca. O lançamento do modelo acontecerá ainda este ano na Europa, enquanto o Brasil deve esperar até 2017.

Toyota Corolla
Na traseira mudam apenas o interior das lanternas

Mesmo com poucas mudanças, o sedã ganhou aparência mais sofisticada e moderna — especialmente nos faróis, com leds, projetores e aspecto mais tecnológico. O para-choque adotou novos frisos horizontais que alargam visualmente a dianteira. Na parte traseira mudam apenas o arranjo interno das lanternas, enquanto, nas laterais, as rodas são inéditas. 

Toyota Corolla
Interior tem mudanças discretas: saídas de ar redondas, central multimídia com botões “touch” e novos comandos de ar-condicionado

Por dentro as mudanças são mais discretas. As saídas de ar das extremidades do painel agora são redondas, diferentemente do ar-condicionado, que abandonou os comandos giratórios. A central multimídia deixou de lado os botões físicos e agora é completamente sensível ao toque, enquanto o emblemático (e muitas vezes criticado) relógio digital desceu para o centro do painel, onde ficavam os avisos de operação do airbag frontal do passageiro. 

Ainda não há informações sobre possíveis modificações de motorização e câmbio, mas a marca aponta para sistemas de suspensão e direção recalibrados, além de alertas de colisão e mudança involuntária de faixa, reconhecimento de placas de trânsito e ajuste automático do facho dos faróis.

Recentemente, executivos da Toyota na Argentina afirmaram que o Corolla fabricado no Brasil (e exportado para lá) finalmente terá controle de estabilidade de série, sanando uma das principais deficiências do modelo em relação à concorrência.

Continua após a publicidade
Publicidade