Clique e assine com até 75% de desconto

Nova Toyota Hilux tem peça registrada no Brasil e chega ainda em 2020

Para-choque registrado pela empresa japonesa no Brasil reforça que estreia será no terceiro trimestre

Por Renan Bandeira Atualizado em 14 jul 2020, 14h16 - Publicado em 14 jul 2020, 13h33
Divulgação/Toyota

Como já havia adiantado QUATRO RODAS no último mês, a Toyota Hilux não receberá uma nova geração em 2021, mas sim uma segunda reestilização da quarta geração da picape hoje líder de vendas da categoria.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

A fabricante japonesa registrou junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) o novo para-choque dianteiro da caminhonete, confirmando que seu lançamento no Brasil acontecerá logo.

Na última semana, a empresa já havia registrado o pára-choque dianteiro da linha 2021 do SUV SW4 e também o SUV Raize.

A atual geração da Hilux está há cinco anos no mercado. As principais mudanças agora estão no balanço dianteiro, principalmente em relação a nova grade, que é inspirada no SUV RAV4 e possui molduras em plástico preto ou prateado.

Divulgação/Toyota

O desenho dos faróis foi mantido, mas ganharam full-led na maioria das versões. Além disso, também muda o alojamento para os faróis de neblina, que contam com desenho em “L” e lentes redondas.

Continua após a publicidade

Na traseira a empresa conseguiu esconder a câmera de ré a deu nova iluminação as lanternas, que também receberão leds.

Por dentro, tudo foi mantido como na versão anterior, com mudança de grafismo no painel de instrumentos. Além disso, a picape recebeu uma nova central multimídia compatível com Android Auto e Apple CarPlay.

Divulgação/Toyota

A motorização também muda, embora tenha sido mantido o motor 2.8 turbodiesel. O propulsor recebeu um upgrade da Toyota e subiu de 177 cv e 45,9 kgfm para 204 cv e 51 kgfm de torque na linha 2021.

  • Vale lembrar que o ganho é apenas para as versões que tenham o 2.8 turbodiesel alinhado ao câmbio automático de seis marchas.

    As configurações manuais atingem torque máximo de 42,8 kgfm.

    Divulgação/Toyota

    O lançamento do novo visual da picape é esperado para o último trimestre deste ano junto da nova SW4. O modelo seguirá importado da Argentina.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Fernando Pires/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade