Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Nissan Kicks é lançado no México a partir de R$ 47 mil

Com cores diferenciadas e configurações mais simples, modelo antecipa as novidades que chegarão em 2017 na versão nacional

Por Guilherme Fontana Atualizado em 23 nov 2016, 21h41 - Publicado em 19 set 2016, 16h26
Nissan Kicks
Versões mais baratas antecipam conteúdo do Kicks nacional. Na imagem, a configuração Exclusive, equivalente ? atual SL do Brasil

O Brasil foi o primeiro país do mundo a ver o Kicks nas ruas, mesmo ainda sem produção nacional. Agora, o concorrente de HR-V começa a chegar às lojas do México, onde tem sua fabricação concentrada antes de sua nacionalização, que ocorrerá em Resende (RJ) a partir de 2017.

No mercado mexicano, o Kicks está disponível em três configurações diferentes, que vão de 283.900 pesos mexicanos (ou R$ 47.210) a 353.700 pesos mexicanos (ou R$ 58.820). Por aqui, a versão única SL sai por R$ 89.990. As conversões são diretas, sem adição de impostos. Como referência, o PIB per capita dos dois países é bem semelhante (US$ 8.538 no Brasil e US$ 9.009 no México).

O visual do Kicks vendido no México é o mesmo do vendido no Brasil, exceto por cores e detalhes. Enquanto o brasileiro dispõe apenas de tons discretos (com exceção da combinação que inclui teto laranja), como prata, preto, cinza, branco e marrom, o mexicano oferece ainda vermelho, azul e laranja. 

Continua após a publicidade

Nissan Kicks
Interior com acabamento Laranja só foi oferecido no Brasil durante o lançamento

Por dentro, o SUV pode ter acabamento de couro (que inclui bancos, painéis das portas e painel) preto, bege ou laranja. O couro marrom do modelo brasileiro também não aparece no configurador. Mais do que as comparações com o Kicks vendido no Brasil, o mexicano antecipa o provável conteúdo das versões mais simples do modelo, esperadas para chegarem entre o final deste ano e o início do próximo, quando o SUV se tornará nacional.

Nissan Kicks
Carroceria laranja do modelo mexicano não está disponível no Brasil

Lá, são três configurações, seguindo um padrão de nomes diferenciado: na ordem, Sense, Advance e Exclusive (esta última que passa a se chamar Bitono quando com teto pintado em laranja). Todas são equipadas com motor 1.6 a gasolina de 120 cv e 15,2 mkgf, enquanto o câmbio varia entre o conhecido CVT e um manual de cinco marchas na versão mais barata, que também chegará por aqui.

Nissan Kicks
Tom de azul tem chances de chegar ao Brasil

A configuração Sense, de entrada, é equipada com partida do motor por botão, freios ABS, controles de tração e estabilidade, sistema de áudio com rádio AM/FM, entrada USB/AUX e Bluetooth, além de apenas dois airbags. Já a intermediária Advance adiciona rodas de liga leve aro 17, leds nos faróis, faróis de neblina, sensores de estacionamento traseiros e volante revestido com couro.

Nissan Kicks
Assim como o azul, o vermelho pode passar a ser oferecido no Brasil

No topo da gama, tanto a Exclusive, quanto a Bitono, são equipadas com o mesmo conteúdo da SL brasileira: central multimídia com tela sensível ao toque e GPS, sistema de câmeras 360°, controle dinâmico do chassi, assistente de partida em rampas e seis airbags (frontais, laterais e de cortina).

Continua após a publicidade

Publicidade