Clique e assine por apenas 8,90/mês

Ninja 650: mais magra e bonita

Moto traz novo quadro e linhas mais agressivas

Por Ismael Baubeta - Atualizado em 9 nov 2016, 11h58 - Publicado em 19 jun 2012, 12h23
Ninja 650

Além da Versys 1000, o outro lançamento da Kawasaki foi a Ninja 650, derivada da ER-6n, que também foi renovada e lançada há menos de um mês. As mudanças foram grandes na parte ciclistica e no design, o motor recebeu apenas ajustes no mapeamento e diminuição da taxa de compressão, passando de 11,3:1 no modelo 2012 para 10,8:1.

O chassi continua sendo perimetral de aço tubular, só que agora é de dupla viga, mais estreito que o anterior, propiciando a diminuição nas medidas laterais e facilitando o alcance do chão com os pés, já que o banco também foi estreitado. O design da carenagem mudou completamente, ficou mais agressivo e bonito, a bolha ganhou três posições de regulagem na altura, o que facilitará a proteção aerodinâmica de pilotos de diversas estaturas, o tanque teve aumentada sua capacidade para 16 litros, antes era de 15,5. O banco continua em dois níveis mas passou a ser bi-partido e ganhou uma camada de espuma mais espessa, visando o aumento do conforto.

A suspensão dianteira é telescópica convencional de 41 mm de diâmetro e percorre um curso de 125 mm. Na traseira o monoamortecedor, tal qual na ER-6n, está deslocado para a lateral direita da moto, ficando bem à mostra, e tem ajuste na pré-carga da mola e 130 mm de curso. Os freios são discos duplos na roda dianteira, do tipo margarida – recortados – 300 mm de diâmetro e pinças de dois pistões, na traseira o disco de 220 mm recebeu pinça de um pistão.

A Ninja 650 estará a venda em duas versões, uma com o sistema ABS nos freios e outra sem ele. Os preços sugeridos são de 29990 e 27990 reais respectivamente. As cores disponíveis serão: verde e preto metalizados.

Publicidade