Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Mitsubishi Lancer pode ganhar sobrevida com facelift

Com visual que remete ao novo Outlander, reestilização do sedã por enquanto será exclusiva da China

Por Diego Dias Atualizado em 23 nov 2016, 21h24 - Publicado em 25 jul 2016, 14h51
Mitsubishi Lancer (China facelift)
Dianteira do Lancer chinês abusa do uso de cromados

Com o anúncio em 2014 de que a lendária série esportiva Lancer Evolution (atualmente na décima geração) deixaria de ser produzida, cresceram os rumores de que as versões “civis” também teriam seu final decretado. No entanto, foram vazadas na China fotos de um Lancer atualizado, com visual mais próximo dos lançamentos mais recentes da marca – como o novo Outlander.

LEIA MAIS:

>> Guia de usados: Mitsubishi Lancer

>> Comparativo: Subaru WRX STI x Mitsubishi Lancer Evo X John Easton

>> Os bons tempos da Mitsubishi na década de 90

Continua após a publicidade

Mitsubishi Lancer (China facelift)
Dianteira lembra o novo Outlander

De acordo com a publicação australiana CarAdvice, a reestilização promovida no Lancer é exclusiva para o mercado chinês e não tem previsão de chegar a outros países – com exceção da Austrália. Pelas imagens, as mudanças foram até profundas para um facelift, com uma frente trazendo extenso uso de cromados e desenho que lembra um “X”, bem como faróis que se integram à grade dianteira. A lateral recebeu um vinco bastante demarcado, enquanto a traseira recebeu novos para-choques, lanternas e espaço para a placa com recortes de gosto duvidoso.

Mitsubishi Lancer (China facelift)
Cabine ganhou melhor acabamento

Por dentro, as mudanças são mais contidas. Aparentemente, o sedã ganhou apenas um discreto retoque no desenho do painel, bem como materiais de acabamento melhores (o sedã sempre abusou dos plásticos rígidos), com uso de material macio ao toque na porção superior do painel.

Mitsubishi Lancer (China facelift)
Traseira tem desenho controverso

Com um projeto datado de 2007 e sem nenhuma evolução até então, o Lancer não está nos planos da montadora e, com isso, não terá um sucessor segundo a própria direção da empresa – que, vale lembrar, teve o controle acionário recentemente adquirido pelo grupo Renault-Nissan. Em vez de investir numa eventual nova geração do Lancer, a montadora irá concentrar seus investimentos nos SUVs já existentes, a exemplo do ASX, Outlander e a linha Pajero. Para 2017, é esperado a chegada de outros modelos baseados nos conceitos XR-PHEV e eX. 

Continua após a publicidade

Publicidade