Mini Clubman, o quebrador de tradições, chega ao Brasil por R$ 179 950

O maior modelo já produzido pela Mini tem versão única com motor 2.0 turbo de 192 cv

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

Se o novo Mini Clubman pudesse ser definido em uma palavra, esta seria “iconoclasta”. Isso porque a perua (ou seria hatch?) representa a principal quebra de tradições da marca. Apresentado ao mundo no último mês de junho, o modelo é o maior Mini (sem trocadilhos) já produzido pela marca (maior até do que o Countryman). Agora, cerca de cinco meses depois, chega oficialmente ao Brasil partindo de R$ 179 950.

23345644825_cb4016bdca_k.jpeg 23345644825_cb4016bdca_k.jpeg

23345644825_cb4016bdca_k.jpeg (/)

Da dianteira até a coluna central, o visual é o mesmo do Cooper hatch. Estão presentes os faróis com aros iluminados por leds e a grande abertura com acabamento cromado. No restante, é tudo diferente. As portas traseiras são maiores do que as do Cooper de cinco portas e o porta-malas (agora com 360 litros, enquanto o Mini Cooper tem 211) tem a abertura como de uma van, com duas portas.

22717264184_4c33210498_k.jpeg 22717264184_4c33210498_k.jpeg

22717264184_4c33210498_k.jpeg (/)

As lanternas quebram mais uma tradição: o Clubman é o primeiro a ter conjunto de iluminação traseiro horizontal. O interior, mais espaçoso graças aos 27 cm extras do modelo, mantém os elementos circulares típicos da fabricante, com um grande sistema multimídia no centro do painel.

23319401936_3ba5cae129_k.jpeg 23319401936_3ba5cae129_k.jpeg

23319401936_3ba5cae129_k.jpeg (/)

De série, o Clubman tem bancos revestidos em couro com ajustes elétricos, teto solar panorâmico, freio de estacionamento elétrico, rodas de 18 polegadas, head-up display, faróis full-led e acesso ao veículo por chave presencial. A central multimídia é representada por uma tela sensível ao toque de 8,8 polegadas com navegação GPS, sincronização com telefones e HD interno de 20 Gb.

23319449006_9089d9bf27_k.jpeg 23319449006_9089d9bf27_k.jpeg

23319449006_9089d9bf27_k.jpeg (/)

O sistema traz ainda o app Connected XL Journey Mate, um aplicativo exclusivo para iPhone que organiza as viagens através do smartphone, indicando as melhores rotas, calculando o combustível a ser gasto (verificando o combustível presente no veículo e indicando o momento certo para o abastecimento), além de fornecer as condições climáticas do destino.

O conjunto mecânico é formado pelo motor 2.0 turbo de 192 cv de potência e 28,5 mkgf de torque, além do câmbio automático Steptronic de oito velocidades.

LEIA MAIS:

– Teste: Mini Cooper John Cooper Works

– Teste: BMW 125i M Sport

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s