Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Microlino: uma reencarnação elétrica do Romi-Isetta

Projeto suíço resgata o design e as dimensões do Isetta, mas com mecânica elétrica

Por Ulisses Cavalcante, de Genebra (Suíça) 8 mar 2017, 11h31
Com um motor elétrico de 15 kW, ele atinge 90 km/h e tem autonomia de 120 km
Com um motor elétrico de 15 kW, ele atinge 90 km/h e tem autonomia de 120 km Ulisses Cavalcante

A Micro Mobility Systems é uma empresa suíça que pesquisa soluções para o transporte, sobretudo o urbano. É comandada pelo inventor Wim Ouboter, intitulado o inventor do patinete dobrável de alumínio.

O produto surgiu como uma proposta para facilitar o deslocamento de pedestres, mas acabou virando um brinquedo de sucesso mundial no fim dos anos 2000. No entanto, em alguns países, como a Suíca, é possível ver o patinete de Ouboter sendo utilizado de fato como um meio de transporte.

Essa introdução serve para justificar o novo projeto da companhia, o Microlino. Aproveitando as formas do antigo Romi Isetta, a Micro resgatou a ideia da porta única frontal, atrelada à coluna da direção, com um eixo traseiro reduzido – e no qual está conectado o motor elétrico do protótipo.

Bitola traseira é menor que a dianteira
Bitola traseira é menor que a dianteira Ulisses Cavalcante
Continua após a publicidade

O pequeno propulsor de 15 kW pode levar o Isetta movido a baterias a até 90 km/h, com autonomia de 120 km. Por dentro, há espaço para duas pessoas, que viajam com conforto limitado (o microcarro não tem ar-condicionado ou controles elétricos nos vidros).

Como no Isetta original, coluna de direção se desloca para a entrada dos passageiros
Como no Isetta original, coluna de direção se desloca para a entrada dos passageiros Ulisses Cavalcante

Todo o chassi é tubular e sustenta a carroceria de fibra de vidro. O Isetta elétrico do mundo moderno pesa 450 kg, sem contar as baterias, e tem apenas 2,4 metros de comprimento. Pode ser carregado em tomadas domésticas comuns, de 220 V.

Faróis de leds ficam na face dos retrovisores
Faróis de leds ficam na face dos retrovisores Ulisses Cavalcante

O fabricante insiste que o Microlino não é extamente um carro, e sim um conceito de transporte urbano mais eficiente para a vida urbana. Mesmo assim, o preço chega a assustar: 12 mil euros, o equivalente a quase R$ 40 mil em conversão direta.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês