Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Mahindra Thar: o SUV com visual de Jeep Wrangler e preço de Renegade

Nova geração do jipe indiano tem motores a gasolina e diesel, e até central multimídia à prova d´agua

Por Henrique Rodriguez 24 ago 2020, 15h26
Jipe indiano muda de geração, mas continua parecido com os carros da Jeep Mahindra/Divulgação

A nova geração do Jeep Wrangler custa caro. Parte dos 28.300 dólares nos Estados Unidos, mas a versão mais barata à venda no Brasil custa R$ 347.990 na versão Sahara. Mas se você se contentar com o visual do Wrangler de 20 anos atrás, há uma alternativa: a nova geração do Mahindra Thar.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

A história da Mahindra sempre esteve intimamente ligada com os Jeep. De 1947 até 2010 a fabricante indiana fabricou sob licença uma versão do Jeep CJ-3. E só encerrou a produção para lançar a primeira geração do Thar, que é algo como um Jeep CJ-5 (o Jeep Willys, que deixou de ser fabricado no Brasil no início dos anos 1980) modernizado.

Jeep Wrangler TJ foi vendido entre 1997 e 2006 Mahindra/Divulgação

Essa relação muito próxima chegou a render problemas com a Jeep nos Estados Unidos. O Mahindra perdeu uma ação na justiça por montar e vender nos Estados Unidos o Roxor, uma versão mais simples do Thar. A acusação era de que o carro era muito parecido com o CJ.

As semelhanças continuam existindo na nova geração do Mahindra Thar, que começa a ser vendido na Índia em outubro, mas desta vez a fabricante tem autorização da Jeep para fazer um jipinho com frente parecida.

Teto rígido é opcional Mahindra/Divulgação

A evolução do modelo é notável, assim como as semelhanças com o Jeep Wrangler TJ, vendido entre 1997 e 2006. Desta vez pode levar de quatro a seis passageiros, caso o comprador opte por bancos laterais na traseira. Há opção de teto rígido ou de lona e, até mesmo por isso, a central multimídia com tela de 7 polegadas com Android Auto e Apple Carplay é à prova d´agua.

Continua após a publicidade
Central multimídia é à prova d´agua Mahindra/Divulgação

Desde a versão de entrada AX há rodas aro 16, bloqueio do diferencial, direção elétrica, vidros elétricos, sensor de estacionamento traseiro e partida sem chave (quando com teto rígido). Até o servofreio é comemorado, mas apenas a versão mais cara, LX, tem freios ABS, controles de estabilidade e tração, luzes diurnas de leds e opção de câmbio automático.

Mahindra/Divulgação

Há duas opções de motores: o 2.0 a gasolina de 152 cv e 32,6 kgfm e o 2.2 turbodiesel de 132 cv e 30,6 kgfm. A tração é sempre 4×4 com reduzida.

  • A vocação off-road é favorecida pela altura livre do solo de 22,6 cm e pelos ângulo de ataque de 41,8° e de saída de 36,8°. O ângulo ventral é de 27° e ele pode encarar água com até 65 cm de profundidade.

    Mahindra/Divulgação

    De acordo com a imprensa indiana, os preços do novo Mahindra Thar podem variar entre as 9.500.000 e 12.500.000 rúpias, o que na conversão direta é algo entre R$ 72.200 e R$ 93.200. É, basicamente, o preço estimado para o Jeep Renegade por lá.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade