Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jeep Compass Trailhawk 2022 estreia na Europa híbrido com motor 1.3 turbo

Versão aventureira do Compass europeu traz mesmo motor do Brasil aliado à unidade elétrica; versões turbodiesel estreiam no Brasil depois das flex

Por Eduardo Passos Atualizado em 8 abr 2021, 13h24 - Publicado em 8 abr 2021, 13h12
Aventureiro responsável, Compass Trailhawk só foi lançado em versão híbrida
Aventureiro responsável, Jeep Compass Trailhawk só foi lançado em versão híbrida Divulgação/Jeep

Queridinho em quase todos os continentes, o Jeep Compass segue sua turnê de apresentações. Após lançamento na China e Índia, o SUV foi parcialmente anunciado no Brasil e, nesta semana, chegou com tudo na Europa em sua versão 4xe.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

Exigente, o mercado europeu, recebeu alguns mimos como a sua própria versão Trailhawk híbrida. Ao todo, a linha Compass também contará com opções diesel e gasolina no Velho Continente, mas o Compass Trailhawk não abrirá mão da eletrificação, usando mesmo motor 1.3 GSE Turbo do Brasil em vez de um turbodiesel.

Por fora, o Compass segue sem grandes novidades, seja em relação à linha anterior ou aos outros mercados. Mudam apenas questões como faróis que recebem opções full-led e projetores e teto em cor diferente da carroceria.

O novo Jeep Compass Trailhawk 4xe 2022
O novo Jeep Compass Trailhawk 4xe 2022 Divulgação/Jeep

Isso é especialmente notável na versão aventureira Trailhawk, que também é aguardada no nosso mercado. Nela, o vermelho da carroceria contrasta bastante com o teto preto. O tradicional decalque no capô continua, mas foi atualizado com detalhes em azul que destoam do conjunto rubro-negro apresentado. Além disso, a versão conta com para-choques exclusivos, com áreas sem pintura maiores, além de rodas de aro 17 exclusivas.

Entalhe azul remete à eletrificação
Entalhe azul remete à eletrificação Divulgação/Jeep

Tanto os para-choques quanto os faróis de neblina do Trailhawk foram elevados em relação às outras versões do novo SUV. O mesmo vale para o compartimento da câmera frontal e para a grade inferior; tudo pensando no fora de estrada.

Suspensão foi reforçada e elevada para aguentar o tranco
Suspensão foi reforçada e elevada para aguentar o tranco Divulgação/Jeep

Por dentro o que chama atenção é a decoração com costuras vermelhas e forro diferenciado ao redor da cabine. Também há nichos sob o assento do passageiro da primeira fileira e atenção aos detalhes do volante e alavanca de câmbio. Como na carroceria, os bancos vêm com a insígnia da linha Trailhawk.

Espaço extra para idas ao mato
Espaço extra para idas ao mato Divulgação/Jeep

A sujeira, entretanto, deve ser restrita à poeira levantada pelo jipe, já que o modelo será movido por esquema exclusivamente híbrido. Trata-se do quatro-cilindros 1.3 GSE Turbo, usado no Brasil, em sincronia com o motor elétrico do eixo traseiro para garantir a tração 4×4. Essa unidade vem com bateria 11.4 kWh e pode ser carregada até mesmo em tomadas residenciais.

Continua após a publicidade
Painel vem com a nova central Uconnect de 10,1 polegadas e quadro de instrumentos de 10,25 polegadas
Painel vem com a nova central Uconnect de 10,1 polegadas e quadro de instrumentos de 10,25 polegadas Divulgação/Jeep

Sozinho, o 1.3 turbo oferece 180 cv de potência, com 27.5 kgfm (270 Nm) de torque. Combinado com a eletricidade, o conjunto atinge satisfatórios 240 cv, que levam o Compass à máxima de 200 km/h, indo de zero a 100 km/h em 7.5 segundos. 

Certificado (pela própria
Certificado (pela própria “mãe”) para encarar o mato Divulgação/Jeep

A transmissão é automática, com seis velocidades. Obviamente há tração integral e, se desejado, o Compass Trailhawk até pode rodar em modo totalmente elétrico, com 60 cv de potência e cerca de 50 km de autonomia, segundo a fabricante.

Compass Trailhawk ganhou rodas em esquema bicolor exclusivo
Compass Trailhawk ganhou rodas em esquema bicolor exclusivo Divulgação/Jeep

Como fica o Compass Trailhawk no Brasil?

A versão topo de linha do Jeep Compass seguirá em linha e, pelo menos em um primeiro momento, seguirá a estratégia antiga de ser vendido apenas com o motor 2.0 turbodiesel. Contudo, esta opção mecânica só será lançada pelo menos um mês depois das versões com motor 1.3 GSE Turbo flex de 185 cv, que chegam às lojas em maio e começam a ser entregues em junho.

Em comunicado aos concessionários, a Jeep mantém abertos os pedidos de venda para o Compass Limited e Trailhawk 2021 (ambas com motor turbodiesel) mesmo com a pré-venda da linha 2022 dos flex.

Isso tem motivo. O motor 2.0 turbodiesel passará a ter um sistema de adição de Arla 32 para reduzir a emissão de poluentes. Contudo, é possível que mantenha os atuais 170 cv: a versão com mais de 200 cv ficaria restrita ao SUV de 7 lugares da Jeep, o projeto 598, previsto para o fim do ano. 

Num futuro próximo essa cena pode ocorrer no Brasil
Num futuro próximo essa cena pode ocorrer no Brasil Divulgação/Jeep

Também vale lembrar: a fabricante prometeu modelos híbridos ao nosso ainda em 2021. Ainda que as apostas sigam fortes no Renegade 4xe, não seria demais imaginar que o Compass 4xe está no páreo para, em breve, desembarcar em solo nacional. Seja com 240 cv ou com a versão mais fraca, com 190 cv.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

capa 743

Continua após a publicidade
Publicidade