Honda CBR 250R chega às lojas

Pequena esportiva custa 15490 reais

Honda CBR 250R Honda CBR 250R

Honda CBR 250R (/)

A Honda do Brasil acaba de apresentar oficialmente o esperado lançamento no segmento das esportivas de quarto de litro, a CBR 250R, a arma da líder para medir forças com a consagrada Kawasaki Ninja 250R e com as valentes Kasinski Comet GTR 250 e Dafra Roadwin 250R. Com preço sugerido de 15490 reais e de 17990 na versão com ABS, a Honda posiciona seu produto lado a lado com a líder – Ninja 250R – que tem preço de 15550, na versão Candy Lime Green, o tradicional verde da marca e que não tem opção com freio assistido.

Andando com a CBR 250R pudemos confirmar o que já havíamos adiantado: a nova Honda parece uma 125 ao ser pilotada, magrinha, leve e ágil, é muito fácil de colocar na trajetória desejada. O chassi de treliça tubular de aço tem boa rigidez e transmite confiança no comportamento. Suas suspensões estão muito bem calibradas – receberam calibragem diferenciada para nosso país – e tem rigidez esportiva – levemente exagerada -, transmitindo parte das oscilações do pavimento ao piloto, mas permite uma pilotagem esportiva sem estresse.

Seu motor é totalmente novo e está cheio de novidades. Ele tem as melhores virtudes da prima CB 300R, na qual a força chama a atenção. O torque de 2,34 kmgf a 7000 rpm empurra com vigor desde as baixas rotações ao menor movimento do acelerador e os 26,4 cv a 8500 rpm empolgam e convidam a acelerar fundo e subir os giros – chegou a marcar no painel 160 km/h. O propulsor é alimentado por injeção eletrônica, refrigerado a água e tem 4 válvulas e duplo comando no cabeçote com balancins roletados. Outra novidade é o contra-balanceiro, que diminui as vibrações de inércia internas do motor.

O sistema e freio é excelente. Será oferecida uma versão com o sistema assistido por ABS combinado – o C-ABS na sigla da Honda – que torna as frenagens mais eficientes e seguras, principalmente para os menos experientes.

O visual agrada e é inspirado nas linhas da VFR 1200 e com uma pitada de esportividade da CBR 1000RR. O acabamento é primoroso e serão duas opções de cor: azul (coMbinado com branco e grafismo em vermelho) e preto.

A princípio, a moto será importada da Tailândia, mas, se as vendas corresponderem às expectativas, o modelo poderá ser montado em Manaus a partir de 2013. A marca pretende comercializar 6700 unidades da CBR 250R até o final do ano.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s