Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Governo quer aumentar a mistura de álcool na gasolina

Etanol poderá responder por 30% da gasolina e o objetivo é ter uma das gasolinas mais limpas do mundo

Por Rafael Sommadossi
7 ago 2023, 19h35

O governo federal está estudando o aumento da mistura de álcool na gasolina vendida em postos de combustível, passando de 27% para 30%. Quem confirmou isso foi o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin em evento na última quinta-feira (4).

O argumento seria tornar a gasolina brasileira uma das mais limpas do mundo, reforçando a proposta dos carros flex, que podem queimar tanto o etanol quanto a gasolina e suas misturas.

O evento em questão era o anúncio da construção de uma nova usina de etanol no Rio Grande do Sul, que ficará pronta até 2025. Alckmin ressaltou a importância do uso de combustíveis limpos de origem vegetal, destacando que o diesel já tem mistura de 12% de biodiesel e tem previsão para atingir 15% até 2026, conforme decisão do Conselho Nacional de Política Energética.

Continua após a publicidade

Em relação ao incentivo à pesquisa e inovação em biocombustíveis, Alckmin anunciou o financiamento de até R$ 20 bilhões nos próximos quatro anos. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social será a principal instituição financiadora desses projetos, buscando fomentar o desenvolvimento tecnológico e sustentável do setor de biocombustíveis no país.

Frasco com etanol no Laboratório de Análise do CTC
A adição de água não altera o visual do etanol adulterado (Acervo/Quatro Rodas)

O vice-presidente destacou ainda a oportunidade do Brasil se tornar líder na produção de combustíveis para aviação, em uma disputa com países como os Estados Unidos, para suprir uma crescente demanda por transformação energética neste setor.

Compartilhe essa matéria via:

Ao lado do ministro Alckmin, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, também presente no evento, anunciou que o estado identificou outras seis localidades propícias para a construção de novas usinas de etanol. Atualmente, a produção de etanol no Rio Grande do Sul é quase inexistente e o preço do etanol nas bombas é pouco atrativo. Com os investimentos nas novas usinas, o governo espera atingir uma participação de 24% na produção de biocombustíveis.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.