Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

GM investe R$ 1,2 bi para fazer modelos inéditos em São Caetano

Novos modelos serão lançados a partir do final de 2020, quando unidade já terá equipamentos de solda a laser e novas prensas

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 25 fev 2018, 09h22 - Publicado em 21 fev 2018, 16h24
Produção Spin
Spin tem futuro garantido, mas terá reestilização em breve Divulgação/Chevrolet

A Chevrolet terá novos modelos fabricados em São Caetano do Sul (SP) a partir do final de 2020. Para isso, a empresa anunciou investimento de R$ 1,2 bilhão na unidade, que está em operação desde 1930.

Este aporte será empregado na expansão da unidade, que ganhou um novo prédio sustentável, com telhas translúcidas, iluminação de LEDs e ventilação natural.

O próximo passo é instalar novas prensas, equipamentos de solda a laser, novo sistema de de montagem de motor e transmissão e novo transportador de veículos na linha de montagem.

A modernização da unidade levará aproximadamente um ano e meio e resultará na ampliação da capacidade produtiva de 250 mil unidades para 330 mil unidades/ano.

No final de 2020 ela já estará produzindo ao menos um novo modelo além dos que produz atualmente – Onix Joy, Cobalt, Spin e Montana

Continua após a publicidade

Até lá a Spin já terá passado por sua primeira reestilização. O objetivo é deixar a minivan com o mesmo estilo do Cobalt.

Complexo Industrial da GM em São Caetano
Complexo Industrial da GM em São Caetano do Sul foi inaugurado em 1930 Divulgação/Chevrolet

O que a Chevrolet não esconde é que pretende segmentar mais sua gama de modelos. “Dá para colocar mais quatro ou cinco sedãs no meio do caminho [entre Prisma e Cruze] e é isso que nós vamos fazer. Toda linha que a gente faz, vamos popular com muitos modelos. Então, vamos ter muitos SUVs, muitos sedãs, muitos hatches e duas picapes: Montana e S10”.

Mas nem todas as novidades serão produzidas em São Caetano. A GM garantiu que ainda terá novidades para outras fábricas no Mercosul, como as de Gravataí (RS) e Rosário, na Argentina.

Este investimento de R$ 1,2 bi é parte de um plano de R$ 13 bilhões no Brasil para o período entre 2014 e 2020.

Recentemente, R$ 1,9 bilhão foi direcionado para a duplicação da fábrica de motores em Joinville (SC) e R$ 1,4 bilhão foi para a fábrica de Gravataí, que produz o Prisma e também o Onix, para viabilizar a produção de novos modelos.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês