GM investe R$ 1,2 bi para fazer modelos inéditos em São Caetano

Novos modelos serão lançados a partir do final de 2020, quando unidade já terá equipamentos de solda a laser e novas prensas

Produção Spin Spin tem futuro garantido, mas terá reestilização em breve

Spin tem futuro garantido, mas terá reestilização em breve (Divulgação/Chevrolet)

A Chevrolet terá novos modelos fabricados em São Caetano do Sul (SP) a partir do final de 2020. Para isso, a empresa anunciou investimento de R$ 1,2 bilhão na unidade, que está em operação desde 1930.

Este aporte será empregado na expansão da unidade, que ganhou um novo prédio sustentável, com telhas translúcidas, iluminação de LEDs e ventilação natural.

O próximo passo é instalar novas prensas, equipamentos de solda a laser, novo sistema de de montagem de motor e transmissão e novo transportador de veículos na linha de montagem.

A modernização da unidade levará aproximadamente um ano e meio e resultará na ampliação da capacidade produtiva de 250 mil unidades para 330 mil unidades/ano.

No final de 2020 ela já estará produzindo ao menos um novo modelo além dos que produz atualmente – Onix Joy, Cobalt, Spin e Montana

Até lá a Spin já terá passado por sua primeira reestilização. O objetivo é deixar a minivan com o mesmo estilo do Cobalt.

Complexo Industrial da GM em São Caetano Complexo Industrial da GM em São Caetano do Sul foi inaugurado em 1930

Complexo Industrial da GM em São Caetano do Sul foi inaugurado em 1930 (Divulgação/Chevrolet)

O que a Chevrolet não esconde é que pretende segmentar mais sua gama de modelos. “Dá para colocar mais quatro ou cinco sedãs no meio do caminho [entre Prisma e Cruze] e é isso que nós vamos fazer. Toda linha que a gente faz, vamos popular com muitos modelos. Então, vamos ter muitos SUVs, muitos sedãs, muitos hatches e duas picapes: Montana e S10”.

Mas nem todas as novidades serão produzidas em São Caetano. A GM garantiu que ainda terá novidades para outras fábricas no Mercosul, como as de Gravataí (RS) e Rosário, na Argentina.

Este investimento de R$ 1,2 bi é parte de um plano de R$ 13 bilhões no Brasil para o período entre 2014 e 2020.

Recentemente, R$ 1,9 bilhão foi direcionado para a duplicação da fábrica de motores em Joinville (SC) e R$ 1,4 bilhão foi para a fábrica de Gravataí, que produz o Prisma e também o Onix, para viabilizar a produção de novos modelos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Franco Vieira

    Indo na contramão de algumas marcas que estão eliminando modelos, ou substituindo dois por um.

  2. Fernando Sobolwsky

    A VW hoje tem uma gama de modelos para serem canibalizados pelo Polo, até parece que o Golf 1.0 já sucumbiu por conta do Polo.