Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ford cria divisão de veículos comerciais para relançar a Transit no Brasil

Vans e furgões serão vendidos nas mesmas concessionárias dos carros de passeio, mas por equipes diferentes

Por Henrique Rodriguez 13 set 2021, 18h05
Ford Transit
Divulgação/Ford

Parece um déjà-vu, mas não é. Dois anos depois de encerrar a Ford Caminhões, com o encerramento da produção de caminhões e da picape F-250 no Brasil, a Ford está lançando uma nova divisão de veículos comerciais, a Ford Pro. E, neste caso, será para relançar no Brasil a Transit.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

A van da Ford começou a ser vendida no Brasil em 2008, importada da Turquia. Mas a Ford não conseguiu driblar a desvalorização do real frente ao dólar para manter a Transit no Brasil a partir de 2014. Àquela altura, a van era vendida apenas em concessionários da Ford Caminhões.

Nesta nova fase a Ford Transit terá produção local. Não no Brasil, mas no Uruguai, em parceria com a Nordex (mesma empresa que monta os Kia Bongo, Peugeot Expert e Citroën Jumpy, por exemplo). Mas a Transit terá um prédio independente, com 17.000 m², e mais de 200 colaboradores empenhados em sua montagem. A linha de montagem demandou um investimento de 50 milhões de dólares.

Ford Transit
Divulgação/Ford

A montagem será feita com kits importados, mas a van também receberá componentes fabricados localmente (no Mercosul).

Outra mudança significativa será na estratégia de vendas. Agora a Transit será vendida nas concessionárias de automóveis, junto com Bronco, Ranger, Mustang e Territory. A Ford diz ter hoje “mais de 100 concessionárias” no Brasil.

Continua após a publicidade

Vale dizer que as versões mais básicas da Ranger, voltadas para o trabalho, também ficarão sob a chancela da divisão de veículos comerciais. Portanto, serão atendidos por uma equipe diferente. A Ford também promete pacotes de manutenção, serviços financeiros e canais de atendimentos 24 horas exclusivos para os clientes comerciais.

Lançamento será ainda em 2021

Neste primeiro momento, a Ford Transit será vendida no Brasil apenas nas versões de passageiros, com cinco configurações de arranjo interno da cabine – sendo uma delas com cabine vidrada, mas sem bancos, dedicada às adaptações por parte das empresas. As versões furgão chegam depois, provavelmente em 2022 e também terão duas opções de entre-eixos, com espaço útil de 10,7 m³ ou 12,4 m³.

A Ford adiantou que terá mais de 20.000 peças de reposição disponíveis nos cinco centros de distribuição que tem no Brasil em Salvador, Barueri, Cajamar, Porto Feliz e Gravataí. Mas se negou a detalhar a mecânica da nova Transit.

Transit
Divulgação/Ford

A fabricante antecipou apenas que será a van com maior torque na categoria e o motor estará adequado ao Euro6 (e, consequentemente, ao Proconve L7). Isso sugere que o motor será o mesmo 2.2 turbodiesel de 160 cv e 39,25 kgfm (1.600 a 2.500 rpm) das versões mais baratas da Ranger. A Ford não pode dizer que trata-se da van mais potente porque a Mercedes Sprinter tem 163 cv, mas seu torque é de 36,2 kgfm. A princípio o câmbio será manual de seis marchas com tração traseira. 

Uma possibilidade seria o novo motor 2.0 TDCI, com 170 cv e 41,3 kgfm, mas este ainda é um motor desconhecido da rede Ford. Contudo, a próxima geração da Ranger adotará ele em uma versão com 213 cv. 

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa quatro rodas 748 agosto 2021

Continua após a publicidade

Publicidade