Clique e assine por apenas 8,90/mês

Ford Mustang Mach 1 terá nova geração com o mesmo estilo de 50 anos atrás

Versão icônica de 50 anos atrás será revivida com o mesmo estilo, mas motor V8 muito mais potente

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 29 Maio 2020, 17h42 - Publicado em 29 Maio 2020, 17h40
Divulgação/Ford

Para-choques exclusivos, grade que aparenta ter espaços para faróis de milha e aerofólio prometem ser os principais destaques da reedição do Mustang Mach 1, que a Ford promete lançar ainda em 2020.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

A fabricante divulgou fotos do esportivo em testes para confirmar antigos rumores e atrair as atenções para a segunda reedição da versão especial desde seu lançamento, em 1969.

Divulgação/Ford

O carro de teste também exibe santoantonio e freios Brembo. A Ford ainda confirmou para o novo Mach 1 a versão mais potente da história do motor V8 5.0 aspirado. Na versão GT, vendida no Brasil, ele gera robustos 466 cv. Vale deixar claro que as versões Shelby, voltadas para as pistas, usam o mesmo bloco em versão 5.2 L, graças a uma série de mudanças internas.

Esse sempre foi o posicionamento do Mustang Mach 1. A versão surgiu no modelo 1969 como um pacote de performance para enfrentar os Chevrolet Camaro e Pontiac Firebird. Ele completava uma gama de opções que incluía as versões GT, Boss 302Boss 429Shelby GT350 e Shelby GT500.

Continua após a publicidade
Divulgação/Ford

O pack Mach 1 só estava disponível na carroceria fastback, mas com várias opções de motores V8 e fez tanto sucesso que o Mustang GT foi descontinuado em 1969 – só retornou em 1982.

Mustang Mach 1 1969 Reprodução/Internet

Na época, as mudanças ficavam por conta do capô preto fosco com pinos de segurança e tomada de ar, suspensão com acerto esportivo, tampa do bocal de abastecimento cromada, rodas exclusivas, ponteiras de escape cromadas, interior da versão luxo, aerofólio traseiro e persianas nos vidros traseiros.

Mustang Mach 1 1972 Divulgação/Internet

O Mach 1 continuou existindo quando a primeira geração do Mustang foi reestilizada, em 1971 e também em sua segunda geração, lançada em 1974. Mas a crise do petróleo o forçou a usar um motor V6 2.8 de parcos 105 cv até 1975, quando o V8 302 retornou com 140 cv – como na versão mais fraca de 1973. Seguiu em produção até 1978.

Mustang Mach 1 2003 Divulgação/Ford

O Mustang Mach 1 só voltaria a aparecer em 2003, na quarta geração do esportivo. Tinha motor V8 4.6 de 310 cv, freios Brembo e era fiel ao estilo original, com persianas nos vidros traseiros, tomada de ar no capô e aerofólio. Mas os faróis de milha na grade só serão revividos na nova geração.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade