Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Flagra: Porsche testa Cayenne reformulado no Brasil

Terceira geração do SUV de luxo já tem data de lançamento no país

Por Rodrigo Ribeiro Atualizado em 27 jul 2018, 10h38 - Publicado em 27 jul 2018, 10h37
Modelo camuflado flagrado em SP era da versão V6 Samuel Cristovão/Quatro Rodas

A Porsche não faz muita questão de esconder a proximidade do lançamento do novo Porsche Cayenne, que foi flagrado pelo leitor da QUATRO RODAS Samuel Cristovão.

O alemão estava circulando com pouca camuflagem nos arredores de São Caetano do Sul (SP).

O modelo fotografado era da versão V6, mas é provável que a Porsche oferte toda a gama do SUV, incluindo as topo de linha Turbo e híbrida plug-in, que pode ser recarregada na tomada.

O novo Cayenne será apresentado à imprensa na metade de agosto e deve chegar às lojas na mesma época.

O aprendiz virou professor

Parecido com a geração anterior, o novo Cayenne disfarça o quão tecnológico ele é
Parecido com a geração anterior, o novo Cayenne disfarça o quão tecnológico ele é Divulgação/Porsche

A terceira geração do primeiro SUV da Porsche marca uma mudança na postura da marca. Se antes o modelo, que nasceu para salvar as finanças da empresa, herdava tecnologias de outros modelos, agora ele passa a estrear recursos ausentes até do icônico 911.

É o caso do sistema elétrico de 48V, feito para alimentar as barras estabilizadoras ativas e outros sistemas eletrônicos que o modelo pode adotar.

Continua após a publicidade

Lanternas afiladas aproximam o SUV do design consagrado do 911
Nas versões Turbo o spoiler traseiro ganha a companhia de um aerofólio elétrico automático Divulgação/Porsche

Já as lanternas unidas por um elemento central que atravessa a tampa do porta-malas é uma evolução da linguagem de design que a Porsche vem adotando em seus modelos.

Aqui, novamente, uma inversão: cada vez maior, a peça que liga as duas lanternas antecipa o estilo que veremos na próxima geração do 911.

Do esportivo também veio uma solução incomum para SUVs: o aerofólio traseiro ajustável.

No Cayenne Turbo a peça varia de inclinação para aumentar a pressão aerodinâmica sobre o eixo traseiro ou mesmo aumentar o arrasto em frenagens de emergência, ajudando a reduzir o espaço para parar o veículo.

E como o aerofólio fica junto à linha do teto, ele se ajusta automaticamente quando o teto solar é aberto, já que a placa de vidro poderia prejudicar a eficácia do sistema.

Ainda não há informações sobre preços, mas é provável que o novo Cayenne ultrapasse a faixa de valores do modelo atual. Por aqui o modelo era vendido entre R$ 619 mil (GTS) e chegava aos R$ 728 mil (Turbo) na geração anterior.

Continua após a publicidade

Publicidade