Clique e assine por apenas 8,90/mês

Fiat confirma: nova Strada terá motor 1.3 com opção de câmbio CVT

Picape provavelmente será batizada como "nova Strada" e virá com versões em cabine simples e dupla, e mais de uma opção de motorização

Por Daniel Telles - Atualizado em 27 nov 2019, 08h01 - Publicado em 27 nov 2019, 07h00
Projeção da nova picape da Fiat cabine dupla: modelo terá opção com câmbio CVT Projeção/Quatro Rodas

A nova geração da Fiat Strada chega no primeiro semestre do ano que vem.

O modelo manterá o porte da atual Stradinha, lançada em 1998 como derivada do primeiro Palio, mas ainda não está claro se substituirá em definitivo a picape atual ou se haverá uma convivência entre os dois modelos.

Sabe-se, entretanto, que o novo utilitário da Fiat aparecerá em versões com cabine dupla e cabine simples, e com novos conjuntos de câmbio e motor.

Modelo com cabine simples deve herdar o motor Fire Evo 1.4 flex Projeção/Quatro Rodas

“Novos” nas versões cabine dupla, já que a configuração cabine simples, voltada ao trabalho, deve receber o já velho motor 1.4 Fire Evo flex, atualmente utilizado apenas por Grand Siena, Weekend, Fiorino e atual Strada.

O propulsor, que continuará acoplado a um câmbio manual de cinco marchas, rende 85 cv de potência máxima e torque de 12,5 kgfm, quando abastecido com gasolina.

O nome ainda não foi definido, mas provavelmente a picape será batizada de “nova Strada” Projeção/Quatro Rodas

A novidade fica por conta mesmo da versão cabine dupla, que terá câmbio CVT acoplado ao motor 1.3 Firefly, o mesmo das versões intermediárias do Fiat Argo, e que rende 101 cv de potência e 13,7 kgfm de torque, com gasolina.

É a primeira vez que a FCA fará o casamento entre este motor e uma caixa continuamente variável, marcando o início da despedida do sistema automatizado de embreagem simples GSR (evolução do antigo Dualogic).

Haverá também a opção da transmissão manual para a versão cabine dupla. Esta deve surgir logo no lançamento, enquanto a configuração CVT pode ficar mais para o fim do ano.

Quanto ao nome, tudo indica que a picape será mesmo batizada como “nova Strada”. O diretor da marca, Herlander Zola, não confirmou a informação, mas afirmou em evento nesta terça-feira (26), que a Fiat “estuda essa possibilidade”.

Continua após a publicidade
Publicidade