Clique e assine por apenas 6,90/mês

Consumer Reports elege os melhores carros à venda nos EUA

Os modelos eleitos seguem rigorosos quesitos e são divididos em dez categorias 

Por Guilherme Fontana - Atualizado em 9 nov 2016, 14h52 - Publicado em 26 fev 2016, 15h50
Ford F-150

A mais respeitada publicação de avaliações de produtos acaba de eleger os melhores carros do ano nos Estados Unidos. Desde 1936, a Consumer Reports faz análises e comparações com base nos relatórios obtidos em seu próprio laboratório de testes e centro de pesquisa. A revista não aceita publicidade, paga por todas as mercadorias que testa e, por ser uma organização sem fins lucrativos, não possui acionistas. Em sua eleição automotiva, todos os modelos passam por rigorosas etapas, entre elas a de performance, feita com base em testes de pista, de confiabilidade frente os consumidores, de satisfação do comprador e de segurança, baseada em testes de impacto e situações de perigo. Ao todo, são dez categorias. Veja quem foram os ganhadores de 2016:

Subcompactos: Honda Fit

Honda Fit

Independente do mercado, o Fit nasceu para ser um carro prático. E é justamente por essa praticidade que o Honda se elegeu como o melhor de sua categoria – além de ser campeão quando o assunto é a satisfação de seus atuais proprietários. O modelo ganhou boas pontuações nos quesitos de agilidade, espaço interno e manobrabilidade, graças à direção leve, às dimensões compactas e à câmera de ré de série. 

Compactos: Subaru Impreza

Continua após a publicidade
Subaru Impreza

No Brasil, o Impreza é um modelo caro e com dimensões de um médio. Já nos EUA, ele é classificado como um compacto e parte de aproximados R$ 80 mil. Mas isso não vem ao caso. O menor sedã da Subaru classificou-se no topo da categoria dos compactos graças ao seu generoso pacote tecnológico que inclui, além de interfaces interativas, bons sistemas de segurança. O espaço interno e a tração integral também se destacaram frente à concorrência. 

Médios: Toyota Camry

Toyota Camry

O Camry não é nenhum exemplo de ousadia e também não apresentada nenhuma grande exclusividade frente aos concorrentes. E foi esse o motivo de o sedã da Toyota ter ido tão bem nas avaliações. Classificado pela publicação como um “sedã quase perfeito”, o Camry é do tipo que tem tudo no lugar: desempenho, emissões, espaço, conforto, isolamento acústico e bons números de segurança. A versão híbrida reforça os números de eficiência energética.

Grandes: Chevrolet Impala

Continua após a publicidade
Chevrolet Impala

Com dimensões maiores que as de um Malibu, o Impala venceu na categoria de modelos grandes. Mais do que confiabilidade, segurança e satisfação dos donos, o sedã chegou ao topo do ranking graças ao latifúndio de sua cabine, que leva cinco pessoas com folga de espaço e conforto. A lista de equipamentos também estaria à frente da concorrência. 

SUV Pequeno: Subaru Forester

Subaru Forester

O segundo Subaru da lista se faz presente pelo forte investimento em segurança ativa e passiva. Além dos outros quesitos analisados, nos quais o utilitário também obteve notas acima da média, a segurança se mostrou seu ponto forte, como a boa visibilidade frontal, a tração integral de bom acerto e a presença de equipamentos como de frenagem de emergência e aviso de iminência de colisões. As pontuações dos crash tests foram altas.

SUV Médio: Kia Sorento

Continua após a publicidade
Kia Sorento

O Sorento é um utilitário esportivo relativamente grande, mas tratado como médio nos EUA. O bom desempenho com economia, os excelentes resultados do crash test, o desenho externo e interno e a suspensão, que absorve com maestria as imperfeições do solo e faz curvas como um esportivo, o classificaram como o melhor de sua categoria. 

SUV de Luxo: Lexus NX

Lexus NX

Se as linhas do NX são polêmicas, sua alma permanece a de um discreto Lexus. Mesmo não sendo um carro de alto desempenho, o utilitário mostra bom desempenho acompanhado de uma cabine silenciosa e um rodar tranquilo, segundo a Consumer Reports. Outros pontos altos do modelo são a confiabilidade e a satisfação dos compradores.

Esportivo até US$ 40 mil: Mazda MX-5 Miata

Continua após a publicidade
Mazda MX-5 Miata

O MX-5 Miata não é um carro para o dia-a-dia: a suspensão é firme, o teto (quando fechado) é baixo e a cabine não oferece tanto espaço. No entanto, a relação de custo-benefício do pequeno conversível é grande, assim como a diversão proporcionada por ele. Seguro, confiável e com um belo conjunto mecânico, o Mazda foi eleito o campeão dos esportivos até US$ 40 mil, ou R$ 157 mil.

Picapes: Ford F-150

Ford F-150

A nova geração da F-150 não para de ganhar prêmios no mundo. A picape ganhou prestígio com sua construção em alumínio, incluindo porções da carroceria, que dão maior rigidez e menor peso. Com isso, o modelo apresenta desempenho e economia de combustível maiores, além de maior conforto, segurança, silêncio na cabine e muito, muito espaço. 

Minivan: Toyota Sienna

Continua após a publicidade
Toyota Sienna

Não confunda com o Siena (com um “N” só) da Fiat. O modelo da Toyota nunca foi vendido no Brasil, mas seria um bom concorrente para os atuais Chrysler Town & Country e Kia Grand Carnival. A minivan tem espaço para oito pessoas, com conforto, mobilidade e tecnologia suficientes para todos. Há ainda tração integral e um bom conjunto mecânico. 

Publicidade