Clique e assine por apenas 8,90/mês

Chrysler faz recalls na América do Norte

Reparos atingem mais de 31 mil veículos

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 13h44 - Publicado em 9 jun 2014, 12h52
recall

O Grupo Chrysler convocou dois recalls envolvendo um total de 31.800 veículos. O primeiro chamado atinge 10.700 unidades dos Dodge Durango e Jeep Grand Cherokee, Cherokee e Grand Cherokee SRT, fabricados entre 16 de janeiro e 17 de abril, por conta de um defeito que pode causar aceleração involuntária enquanto o piloto automático estiver ativado. Metade destes veículos não foi vendida, estando nos estoques das concessionárias ou em processo de transporte para as revendas.

“Durante um teste interno de qualidade de nossos produtos, descobrimos que, quando o piloto automático está acionado, uma aceleração iniciada pelo condutor pode ser estendida por um segundo a mais após o pedal de acelerador deixar de ser pressionado. Depois deste tempo, o veículo então retorna à velocidade ajustada pelo condutor”, declarou a empresa.

Segundo a Chrysler, não há relatos de acidentes ocasionados pelo problema. De todos os veículos envolvidos, aproximadamente 6.100 unidades estão nos Estados Unidos, 950 no Canadá, 425 no México e 3.200 fora do mercado norte-americano. A Chrysler do Brasil ainda não anunciou se alguma das unidades defeituosas se encontra no país.

O segundo recall envolve 21 mil unidades da van Ram ProMaster (que não é vendida no Brasil), sendo 17.700 delas rodando nos Estados Unidos, 2.400 no Canadá e as 900 unidades restantes no México. O defeito está nos fusíveis da parte elétrica, que podem queimar em caso de exposição à umidade. A Chrysler afirma que a maioria dos veículos está nos estoques das revendas ou a caminho das concessionárias, e disse que não há relatos de acidentes causados pelo problema.

Publicidade