Clique e assine por apenas 5,90/mês

Bugatti Veyron sai do livro dos recordes

Avaliação de velocidade máxima foi irregular, diz Guinness

Por Márcio Murta - Atualizado em 9 nov 2016, 12h21 - Publicado em 8 abr 2013, 13h17
geral

Três anos após assumir a posição de automóvel mais rápido do mundo no ranking do Guinness World Records, o livro dos recordes, o Bugatti Veyron Super Sport foi destronado por irregularidades. De acordo com o informativo The Sunday Times, o modelo atingiu 431,07 km/h de velocidade média entre as duas passagens da avaliação, porém, é vendido ao público com um limitador para atingir “somente” 412,8 km/h.

O fato de haver uma diferença entre o automóvel utilizado para a validação e o produto destinado ao consumidor torna inválido o recorde, segundo o Guinness. A Bugatti, segundo a notícia, rebate a invalidação do teste afirmando que a entidade estava ciente do limitador de velocidade quando o teste foi realizado.

Nesse caso, o título de automóvel mais rápido do mundo passaria a ser creditado para o Ultimate Aero, que atingiu a máxima de 409,76 km/h. Atualmente, no entanto, a Hennessey performance, norte-americana que fabrica o superesportivo Venom GT, diz que seu modelo já atingiu 425,1 km/h.

Publicidade