BMW lança compacto i3

Carro roda até 300 km sem recarregar

sustentabilidade sustentabilidade

sustentabilidade (/)

Após mostrar vários teasers, a BMW, enfim, apresentou o compacto i3. Definido pela marca como um “passo revolucionário rumo à mobilidade sustentável”, o modelo guarda várias semelhanças com o estilo do carro-conceito exibido no Salão de Frankfurt de 2011.

>> Veja a galeria de fotos do BMW i3

Apesar da característica grade dupla dos BMW, vários detalhes do i3 o separam do restante da linha. Os faróis em formato de “U” e a faixa preta presente em boa parte da extensão da carroceria. Outro toque futurista está no acesso ao banco traseiro, realizado por portas com abertura em sentido invertido.

O interior é bastante moderno, com uso abundante de materiais recicláveis e sustentáveis, como couro tratado, madeira e lã. O i3 será oferecido com três versões de acabamento (Loft, Lodge e Suite), sendo que todas as versões contam com ar-condicionado, central multimídia com tela touchscreen de 6,5 polegadas, rádio, entrada auxiliar USB e Bluetooth. A lista de opcionais inclui GPS, ar-condicionado digital, bancos dianteiros com aquecimento e teto panorâmico com acionamento elétrico.

O veículo é impulsionado por uma bateria de íon-lítio de 22 kWh e um motor elétrico, desenvolvendo 170 cv e torque máximo de 25,5 mkgf. A transmissão de velocidade única impulsiona as rodas traseiras, fazendo com que o i3 leve apenas 7,2 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h e chegue aos 150 km/h.

A autonomia estimada pela BMW é de 130 a 160 quilômetros com uma única recarga, distância esta mais do que suficiente para o deslocamento diário, estimado pela BMW em 64 quilômetros. Há a opção de comprar o i3 com um motor a gasolina de dois cilindros, cuja função é “manter a carga da bateria de íon-lítio em um nível constante enquanto o veículo se movimenta”. Com esta assistência, a autonomia total sobe para aproximadamente 300 quilômetros.

O i3 será vendido por 34.950 euros no mercado alemão. Por aqui, ele deve desembarcar no segundo semestre de 2014, provavelmente custando mais de 110 mil reais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s