Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Bentley lança Continental V8 no Brasil

Modelo de 507 cv chega por mais de R$ 1 milhão

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 12h33 - Publicado em 16 jul 2013, 17h35
fabricantes

A Bentley Cars apresentou o novo Continental V8 no Brasil. Equipado com um motor 4.0 V8 biturbo de 507 cv, o modelo será vendido nas versões cupê e conversível, que custarão 1,13 milhão de reais e 1,296 milhão de reais, respectivamente.

Ambas as versões contam com uma transmissão automática de oito velocidades fabricada pela alemã ZF. Segundo dados fornecidos pela Bentley, o carro leva menos de cinco segundos para acelerar de 0 a 100 km/h, superando a casa dos 290 km/h. O Continental já era comercializado com o monstruoso motor 6.0 W12 (com doze cilindros dispostos em “W”), de 575 cv, por 1,25 milhão de reais.

img_20130715_100320_782-copy.jpeg

No sinuoso traçado do autódromo Velo Città, em Mogi-Guaçu, ele se mostrou bastante ágil para um veículo que pesa aproximadamente 2,5 toneladas. O motor biturbo tem fôlego de sobra nas retomadas e as acelerações são acompanhadas por um ronco estimulante, que toma conta da (silenciosa) cabine à medida que a velocidade aumenta. Melhor que isso só a vida de quem viaja no Continental, tamanho o esmero no acabamento interno. O uso abundante de materiais nobres no interior torna a vida a bordo bastante confortável.

img_20130715_095943_418-copy.jpeg

Apesar da queda nas vendas de importados no país, principalmente após a chegada da nova alíquota de 30 pontos percentuais do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), a Bentley espera vender 20 veículos no mercado brasileiro neste ano. Destes, sete devem ser do cupê GT V8 e apenas uma do conversível, chamado de GTC. A marca aposta no crescimento do mercado de luxo brasileiro, que, embora não esteja entre os principais da Bentley (EUA e China lideram a lista), é visto como bastante promissor. Tanto é que a própria importadora não descarta abrir uma segunda revenda no país – atualmente, a única concessionária fica em São Paulo.

Continua após a publicidade

Publicidade