Clique e assine por apenas 8,90/mês

Baseada na Mitsubishi L200, Ram 1200 é apresentada no Oriente Médio

Picape japonesa trocou o diamante pelo cabrito montanhês para conquistar novos mercados

Por Diego Dias - Atualizado em 23 nov 2016, 21h51 - Publicado em 19 out 2016, 17h05
Ram 1200
Ram 1200 Divulgação/Ram

A nova Mitsubishi L200 está dando origem a variantes pelo mundo. Além de servir de base para a Fullback, da Fiat, a picape foi apresentada em Dubai e será vendida por lá (e em outros mercados do Oriente Médio) como Ram 1200 a partir do ano que vem.

LEIA MAIS:

>> Comparativos: Ford Ranger x Chevrolet S10 x Toyota Hilux

>> Os bons tempos da Mitsubishi na década de 90

Continua após a publicidade

>> Guia de Usados: Mitsubishi TR4

Com base na picape japonesa, a Ram 1200 traz visual mais espartano por se tratar de um modelo comercial e se difere pelo para-choque e a nova grade dianteira. Ela mede 1,77 metro de altura, 1,78 m de largura e 3 m de entre-eixos, enquanto o comprimento varia entre 5,24 m e 5,37 m — dependendo da carroceria (simples ou dupla). Na caçamba há a possibilidade de levar até 1.165 kg, com capacidade de rebocar até três toneladas.

Enquanto a Mitsubushi L200 Triton Sport utiliza um motor turbodiesel 2.5 de 190 cv no Brasil, no oriente médio a picape média rebatizada pela Ram contará com duas opções de motores: um diesel de 2,5 litros com 128 ou 136 cv, além de um 2,4 litros a gasolina de 132 cv. Ambas as configurações vêm de série com câmbio manual de cinco marchas, com o automático de cinco velocidades como opcional. A tração é 4×4, com três modos de operação: somente tração traseira (2H), tração integral para velocidades de até 100 km/h (4H) e 4×4 com reduzida (4L).

A Ram é especialista em picapes full-size, mas não tem um portfólio expressivo de modelos compactos (nos Estados Unidos, Hilux, S10 e Ranger são consideradas pequenas). Por isso foi levada a recorrer à prática de rebadging para entrar em novos mercados. O termo descreve a troca de logotipos entre marcas de um mesmo grupo ou parcerias comerciais. O antigo Nissan Tiida foi comercializado nos Estados Unidos como Dodge Trazo, assim como o Chevrolet Celta foi vendido em outros países da América Latina como Suzuki Fun.

Publicidade