Baixa procura pelo ATS e CTS força Cadillac a demitir funcionários

Um turno de produção dos modelos foi cortado nos Estados Unidos

fabricantes fabricantes

fabricantes (/)

A baixa procura pelos modelos ATS e CTS, nos Estados Unidos, forçou a Cadillac a demitir 350 funcionários da sua planta na cidade de Lansing Grand River, no estado de Michigan, após a montadora estadunidense cortar um dos dois turnos de produção dos modelos. A medida entrará em vigor a partir de janeiro, como parte de um plano para fazer com que a construção dos carros seja feita mais de acordo com a demanda do mercado.

Com a medida, a fábrica continuará com aproximadamente 1.075 funcionários. Segundo Bill Grotz, porta voz da marca, a medida fará com que o turno restante trabalhe um pouco a mais do que antes para compensar uma parte da quantidade de produção perdida, sendo que no decorrer do próximo ano, quando a próxima geração do Chevrolet Camaro chegar, o segundo turno deverá ser reinstituído.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s