Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Audi A4 Attraction

Nova versão de entrada aposta na relação custo-benefício

Por Marcio Ishikawa | fotos: Marco de Bari Atualizado em 9 nov 2016, 02h14 - Publicado em 27 fev 2013, 17h42
lancamentos

Com a versão Attraction, que chegou às lojas no fim do ano passado, a Audi acirra ainda mais a briga na porta de entrada do mundo dos sedãs alemães. Sua grande aposta é na relação custo-benefício frente aos concorrentes – é o mais barato na comparação com o BMW 320i (129 950 reais) e o Mercedes-Benz C 180 T (139 900 reais). Quem optar por ela pagará 26 300 reais a menos que a versão Ambiente, agora a opção intermediária da família (145 200 reais).

O conjunto mecânico é exatamente o mesmo da Ambiente, com motor 2.0 TFSI de 180 cv (praticamente empatado com o BMW, de 184 cv, e mais potente que o Mercedes, de 156 cv) que trabalha em conjunto com a transmissão continuamente variável Multitronic. O funcionamento da dupla é suave, mas quando solicitada responde prontamente e com gosto. A transmissão se adapta ao estilo do motorista, usando rotações mais baixas quando o acelerador é acionado suavemente e rotações mais altas quando se pisa fundo. Se o motorista quiser um pouco mais de diversão, existe a opção de oito velocidades pré-programadas para trocas manuais na alavanca ou nas borboletas do volante. Ele ainda traz airbags frontais, laterais e de cabeça, faróis de xenônio com regulagem automática de altura do facho e lavadores elétricos.

Como não existe almoço grátis, o pacote que o comprador levará para a garagem é proporcionalmente mais modesto. Por fora, a versão de entrada se diferencia apenas pela ausência do teto solar elétrico e pelas rodas aro 17 com dez raios (a Ambiente usa a mesma medida, mas com cinco raios). O interior mantém o acabamento elegante e o volante multifuncional, mas os bancos são de couro sintético e o ajuste elétrico é privilégio do motorista (o passageiro tem apenas ajuste elétrico-lombar). Outros itens ausentes são: retrovisor interno eletrocrômico, sensores de luz e de chuva e o Audi Music Interface, que integra tocadores de mídia portáteis ao sistema multimídia. Embora sejam comodidades interessantes, é possivel abrir mão delas sem muito pesar quando o orçamento é menos elástico. O sensor de estacionamento é o único item que realmente faz diferença no dia a dia, já que embora o A4 seja o menor dos sedã da Audi, suas medidas não são as de um carro com- pacto. O único opcional do A4 Attraction é o MMI Plus, que acrescenta 10 500 reais na conta final e traz sistema de navegação e comando de voz ativo para várias funções do carro.

VEREDICTO

Nova versão tem pacote condizente de equipamentos e preço competitivo. Uma boa opção para entrar no mundo dos sedãs alemães.

Continua após a publicidade

Publicidade