Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Após marca de 508,7 km/h, SSC Tuatara tem recorde de velocidade contestado

Polêmica de edição de vídeo e de validação da velocidade fez a veracidade do teste ser colocada em xeque e marca anunciou nova tentativa de recorde

Por Isadora Carvalho 5 nov 2020, 13h00
ssc/Divulgação

O Shelby Supercars (SSC) Tuatara foi considerado o carro de produção mais rápido do mundo, após atingir a incrível marca de 508,7 km/h na média de duas passagens de aceleração. O que ninguém esperava é que o recorde fosse colocado em dúvida após celebridades e youtubers questionarem a veracidade da velocidade divulgada pela empresa.

No vídeo oficial há inconsistências entre a filmagem onboard e as informações que aparecem na tela. Em um dos vídeos, segundo os youtubers, o velocímetro mostra 531 km/h, mas o bólido parece chegar aos 480 km/h, no máximo. 

No final do mês passado, o fundador da empresa, Jerod Shelby, tentou esclarecer a situação afirmando que “houve uma confusão de edição” que causou a diferença entre os números do GPS e as velocidades reais.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Dewetron, a empresa austríaca que a SSC afirma ter validado a corrida, divulgou na semana passada um comunicado afirmando que não aprovou nem validou a corrida. Agora Shelby admitiu que, depois de ver os arquivos de vídeo brutos, sua equipe “também verificou inconsistências”. 

Continua após a publicidade

“A visão perfeita que eu tinha desse vídeo agora se foi”, explicou Shelby. “Não importa o que façamos nos próximos dias para tentar salvá-lo, ele sempre terá uma mancha”

SSC/Divulgação

Em nova declaração, o CEO da SSC confirmou que uma nova tentativa de recorde será realizada. Shelby admitiu de que há evidências incontestáveis de que as imagens não correspondem às medições de velocidade pelo sistema de GPS. Portanto o Tuatara tentará novamente quebrar o recorde de velocidade para carros produzidos em série “muito em breve”.

SSC/Divulgação

E garante que desta vez utilizará vários sistemas de GPS simultaneamente, com representantes das fabricantes de cada equipamento presentes, e convidou os youtubers Misha Charoudin, Shmee150 e Robert Mitchell (os principais influenciadores a questionarem o vídeo oficial) para presenciar o momento.

A data ainda não foi divulgada, mas por aqui seguimos ansiosos pra saber se o Tuatara quebrará o “próprio” recorde de velocidade. 

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade